Portal V1

“Candidata não votou nem em si”, diz procurador Israel Gonçalves

12/09/2017

Procurador regional eleitoral do Piauí, Israel Gonçalves

O procurador regional eleitoral do Piauí, Israel Gonçalves, afirmou que uma das candidatas “fantasmas” do município de Valença não obteve nem o próprio voto nas eleições de 2016. Israel Gonçalves declarou que ficou comprovado que as candidatas fingiram estar em campanha.

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) decidiu, nesta terça-feira (12), cassar toda a chapa composta por 29 candidatos a vereadores de duas coligações no município de Valença do Piauí. A cassação ocorreu após confirmação de fraude em cinco candidaturas femininas feitas em 2016, consideradas fictícias. 

“Teve uma que não teve nem o próprio voto, teve zero voto, outra foi contabilizado apenas um voto e as outras, no máximo três votos. Além desse aspecto, ficou comprovado que ali se tratou, de fato, de uma fraude porque elas fingiram estar em campanha. […] Uma nem sequer estava presente no município em que se candidatou. Consta que ela foi para Esperantina e fez lá a justificativa de voto”, declarou Israel Gonçalves.
 
No processo, de acordo com o procurador, ficou comprovado sob vários aspectos e averiguações, que as cinco candidatas simularam candidaturas e portanto, era candidatas “laranjas”. 

“Algumas nem sequer no facebook se declaravam candidatas e muitas faziam campanhas para outro candidato nas redes sociais. Além disso, as prestações de contas demostravam não haver gastos com propaganda ou santinho, ou combustível, por exemplo, demostrando que não houve realmente a campanha.

Israel esclareceu que as coligações cassadas perderam os registros de candidaturas e que todos os eleitos e não eleitos ficam impedidos de exercer o mandato. Com a decisão, a Câmara de vereadores perderá seis dos 11 parlamentares eleitos e o Tribunal fará uma nova recontagem de votos para empossar novos vereadores da oposição. “A consequência é que os votos são anulados, e haverá um recálculo do coeficiente eleitoral e os novos partidos é que vã ocupar as vagas”, explicou. 
 
O procurador acrescentou também que o resultado é uma espécie de decisão pedagógica, que serve de alerta para que candidatos e a própria coligação tenham mais atenção com a cota de sexo, para proteger o sexo feminino das suas obrigações, dos seus direito e deveres de participação na política e nas candidaturas. 

“Para que efetivamente participem do processo, como deve ser. […] Para mostrar que os próprios candidatos e a própria chapa tem que estarem comprometidos com o que elas estão fazendo, mostrando que essa é uma responsabilidade para o partido e que venha a tomar providencias se perceberem irregularidades nesses casos. Não podem deixar que só a justiça eleitoral faça isso”, observou.
 
Ainda de acordo com ele, a decisão do TRE trouxe um novo cenário para os partidos, aonde acredita que haverá mais responsabilidade na escolha de candidatas, para que sejam pessoas comprometidas a militarem no partido, sob pena de que toda coligação ou chapa venha a ter membros cassados.

Ao final, Israel disse que o acórdão da decisão do TRE só ficará pronto em alguns dias e que deve servir de base quando se pensar em efetivar uma nova situação de julgamento semelhante.

Fonte: cidadeverde

Veja a repercussão nas  redes sociais

Chris Freitas

Não sou “situação”, não sou “oposição”, a política passou, graças a Deus, embora vivamos num constante debate, entre ovos e palavrões. Respeito o caminho que as pessoas seguiram, inclusive cada um arcará com a resposta do povo diante de suas ações, como cidadã dessa cidade, a única sensação é de luto. Valença amarga diante da briga pelo poder, a oposição teve a oportunidade a um ano, de se unirem e buscarem um novo governo, mas a ambição, o egoísmo, pesou mais que o desejo de idealizarem um novo governo. O resultado da eleição só trouxe vergonha, a oposição foi fraca, muito fraca e continua fraca. A instabilidade política dessa cidade é alarmante, afeta todas as áreas e principalmente toda a população, sem dúvidas, os mais carentes. A desestrutura é enorme, mas quem se importa? Derrubar é mais fácil que construir. Valença está dividida em dois lados, as velhas cenas se repetem, para nas próximas eleições acontecerem as mesmas coisas. Que a lei seja cumprida, mas que principalmente a democracia seja respeitada. E que comece o mimimi!

Vitorugo Autobelly 

Fraco é quem perdeu e não aceita a derrota, é preciso ir atrás da justiça para ver se consegui alguma vitória!!

João Paulo Ferreira 

Oposição que obteve 63% dos votos válidos diz que é fraca só não ganhou por que teve 3 candidatos os votos ficou dividido se não tinha ganhado de lavada… Fraco e quem obteve so 37%.

Rubens Alencar 

“Essa decisão não é uma coisa positiva pra politica, independentemente de quem foi prejudicado ou beneficiado, ela só tem um culpado, o ex-prefeito de Novo Oriente Marcos Vinicius, que prejudicou os candidatos. A culpa pela cassação não pode ser atribuída à oposição”

 Leonardo Nogueira

Prezados amigos valencianos, Hoje inicia uma nova batalha em prol de Valença, sei o quanto é difícil e complicado para vocês eleitores que foram as urnas e escolheram livremente seus candidatos terem os seus votos anulados, mais digo aos amigos que ainda buscaremos todos os recursos e instâncias existentes para provar a nossa inocência. Trabalhamos durante o período eleitoral sempre mostrando a nossa vontade de servir a Valença e aos Valencianos, assim logramos êxitos através da democrática escolha popular. Obtive 827 votos me fazendo assim o 2° vereador mais votado no município e as nossas coligações obtiveram mais de 50% dos votos válidos para vereadores da nossa cidade. Somos cientes das perseguições daqueles que sempre almejaram chegar no poder a qualquer custo mesmo sem serem as escolhas do povo. Com o tempo a justiça de Deus e a dos homens serão feitas, temos fé e confiança nisso. Aos meus 827 eleitores deixo a mesma mensagem de antes que independente da situação continuarei a defender com unhas e dentes ao meu povo e a minha cidade e buscarei sempre fazer o melhor como tenho feito até hoje. ” O trabalho não vai parar “, e hoje repito ainda com mais vigor, mais força e mais segurança que ” O TRABALHO REALMENTE NÃO VAI PARAR “, pois fui eleito pelo voto popular e a escolha soberana dos valencianos. Mesmo diante de qualquer situação farei como sempre fiz em toda minha vida buscar sempre melhorias para a qualidade de vida do meu povo e o desenvolvimento da minha cidade. Tenham fé, tenham coragem e acima de tudo ciência de que esse amigo não desistirá de fazer o bem e lutar sempre em defesa dos valencianos. Um grande abraço a todos e a nossa caminhada continua. Leonardo Nogueira

Walfredo Filho ex-prefeito

Amigos valencianos utilizo esse espaço social para me solidarizar com os Vereadores Leonardo Nogueira, Benoni, Nonatinho, Ariane, Fátima Caetano, Stenio Romel e todos suplentes por esse ato grosseiro que mais uma vez nossa justiça eleitoral provoca em nossa cidade tirando mandatos dados pelo povo em sua soberania, causando mais uma vez um grande de prejuízo a nossa cidade. Tudo isso oriundo de uma oposição fraca, desarticulada, sem votos, incapaz de vencer as eleições no voto e históricamente move ações tentando chegar onde o povo já mostrou que não os quer lá. Meus amigos vereadores e suplentes das duas coligações vcs ainda tem o TSE para corrigir mais essa injustiça conosco, assim como eu consegui reverter aquela decisão tenho certeza que vcs também conseguiram porque Deus está vendo tamanha injustiça para com vcs e não vai deixar que isso ocorra. Boa sorte amigos e contem sempre comigo.

 

Compartilhe

Deixe seu comentário