Portal V1

Empurrões, apagão e ovos marcam sessão da Câmara em Valença

06/04/2017

O presidente Nonatim Soares foi atingido varias vezes com ovos jogados pelos presentes.

Em sessão tumultuada com direito a empurra-empurra, a presença de 23 policiais militares, sendo 15 em plenário, brigas em via publica, apagão e arremesso de ovos nos vereadores, pois fim (ou não) a tramitação do projeto que cria o Regime da Previdência Própria em Valença. A sessão extraordinária convocada pela prefeita Ceiça Dias aconteceu na tarde desta quinta-feira (6) na Câmara de Vereadores em clima tenso.

O projeto que na semana passada teve sua tramitação suspensa, após uma ação movida pelo Ministério Publico, retornou nessa quinta-feira depois da cassação da liminar concedida pelo juiz da comarca de Valença Dr. Juscelino Norberto.

15 policiais militares deram suspenção a sessão

Posto em votação, o projeto juntamente com suas emendas foram aprovados por oito votos a dois. Após a sessão, os oito vereadores que votaram a favor tiveram que sair do plenário pelos fundos da câmara com proteção policial.

Durante toda a sessão, dezenas de pessoas, sendo a grande maioria contra o projeto gritavam palavras de ordens e cantavam os hinos brasileiro e valenciano. O barulho durou toda a sessão e prejudicou o entendimento e a própria votação do projeto.

Após a sessão os servidores usaram um trio para criticar a votação e os vereadores

Os vereadores Iris Moreira e Rubens Alencar foram os únicos que se pronunciaram na sessão e que saíram com populares após a mesma. Depois de vários discursos, os manifestantes saíram em caminhada até a casa da prefeita Ceiça Dias, onde de forma irônica bateram palmas.

Tanto os vereadores Rubens Alencar e Iris Moreira e o SINDSERV prometeram recorrer contra a sessão que segundo os mesmos teve vários erros e afrontas ao Regimento Interno.

Depois de vários discursos, os manifestantes saíram em caminhada até a casa da prefeita Ceiça Dias, onde de forma irônica bateram palmas.

O presidente Nonatim Soares não foi localizado para dar seu posicionamento sobre essas irregularidades até o fechamento dessa matéria. Veja entrevistas com o presidente do SINDSERV Carlos Wagner e com os vereadores Iris Moreira e Rubens Alencar.

Veja também o momento em que os populares tentaram partir para cima dos vereadores durante a votação das emendas.

Compartilhe

3 Comentários

  1. errar e humano, permanecer no erro é burrice. na proxima eleição não , a melhorvresposta para tudo isso que está acontecendo no brasil, é não votar em nenhum candidato. vamos faser essa boa acão em 07/04/2017 às 07:20

    Nos os eleitores otários brasileiros temos que nos concientisar que o nosso voto é uma mercadoria de grande valor para esses políticos canalhas do nosso pais. No passado eu achava que votar era praticar cidadania. Mas não vale apena eleger alguém, porque eles so ttabalha para eles, nós também são eles qquando estão reunidos nos seus jantares fartos. ( discurso: nós aqui unidos e nos confraternizando neste jantar, temos um objetivo: ganhar as eleições deles.(brasileiros e btasileiras todos unidos p/ não votar em mais ninguém)…..

  2. João Raimundo em 07/04/2017 às 08:50

    Parabéns SÉRGIO ALVES por esta grande matéria publicada neste portal… todos os Valencianos quê moram em VALENÇA ou não estão acompanhando este desfecho e desrespeito com os SERVIDORES municipais… agora eu quero quê alguém me responda, porquê tanto empenho desses vereadores em aprovar este projeto quê só vai atrapalhar o servidor…
    Porquê pra quem não sabe, presidência privada não tem “FISCALIZAÇÃO” quem vai provar quê o repasse dos benefícios será repassado mesmo ? Será se nesta presidência privada tem alguma ou algumas pessoas sendo beneficiadas com este contrato? Já que em NOVORIENTE tinha uma empresa que prestava serviços em nome de Laranjas e quê o sócio era um zelador? Será se a prefeita vai provar perus funcionários todos os meses quê o repasse foi passado ?
    É LAMENTÁVEL!!! uma Câmara com 10 vereadores e um presidente, só dois ser contra a aprovação de um projeto quê a população inteira era contra ? Será seu LUCIVALDO quê vc votou só por causa do cargo que sua mulher ganhou ? Seu LEILIVAN também ? Dona FATIMA DO CAETANO ? seu STENIO ? doutor RAIONARDO, doutor não porquê doutor pra mim é médico, RAIONARDO MESMO vc votou a favor ? Eu não acredito, vc que disse na campanha que seria em prol do povo VALENCIANO… seu BENONI, que nem falar sabe porque vc votou a favor ? Dona ARIANA ROSA, vc que na campanha era a favor dos pobres, votou a favor também ? Professor RENATO vc que é servidor público votar numa BARBÁRIE dessas ? E o Presidente este eu já sabia que ele é inútil mesmo, vc NONATINHO não era nem pra estar aí na Câmara e muito menos PRESIDENTE… fiquem atento “QUÊ CARGOS ACABAM DEPOIS DE 4 ANOS OU MELHOR DEPOIS DO TÉRMINO DO MANDATO” e o povo, quê é o eleitor, que são quem eleger vcs ficam, cargos passam, eleitores ficam… vcs fizeram a escolha errada… mais como o dinheiro não comprar carácter, isto pra quem tem carácter… Porquê estes vereadores nem sabe e nem nunca vão saber o quê é carácter, o quê é compromisso com o povo… mais vcs esperem a resposta do povo daqui a pouco mais de 3 anos… vcs ainda vão precisar do povo VALENCIANO… quero ver a cara de vcs entrando nas casas desses trabalhadores quêai estão suplicando pra vcs não votarem numa barbárie dessas… mai PARABENS PRA VCS IREM CONTRA O POVO… Parabéns mesmo…

  3. Edgar em 07/04/2017 às 09:11

    LAMENTÁVEL ver que isso tá acontecendo na nossa cidade Valença, uma cidade de povo ordeiro e educado, mas que infelizmente tiveram que chegar a esse ponto, tudo por culpa de uma política suja e corrupta, que se instalou nessa cidade, que se deixam levar por interesses próprios e por dinheiro, pois com certeza, todos esses vereadores que estão a favor desse projeto da prefeita foram subornados a darem seus votos, votarem até contra eles mesmos, pois a maioria são funcionários públicos municipais também.Mas o povo pode dar o troco na próxima eleição, quando eles chegarem na casa de cada um pedindo voto novamente!!!

Deixe seu comentário