Portal V1

PF ouve suspeitos de assalto aos Correios de Pimenteiras

16/05/2017

Policia Federal

Quatro homens e uma mulher foram ouvidos na manhã desta terça-feira (16) na sede da Polícia Federal no Piauí. O objetivo era descobrir informações sobre o assalto aos Correios do município de Pimenteiras, em agosto do ano passado. Segundo a delegada Larissa Magalhães, chefe da Delegacia de Repressão a Crimes Contra o Patrimônio (Delepat), há a suspeita de que os conduzidos tenham participado da compra do veículo usado no assalto. 

Dos doze mandados expedidos para a operação Nômade, a PF conseguiu cumprir oito. Eram dois mandados de prisão preventiva, sete de condução coercitiva e três mandados de busca e apreensão no município de Timon-MA. 

Segundo a delegada, a polícia não conseguiu encontrar nenhum material ilícito durante as buscas realizadas. “Infelizmente já faz muito tempo que o crime aconteceu. Não foi possível recuperar nenhuma quantia em dinheiro dos R$ 160 mil roubados”, disse Magalhães. 

Os dois mandados de prisão não foram cumpridos. A delegada destacou que a dificuldade já era esperada e por isso o nome da operação Nômade.

“Um dos foragidos que tem o apelido de Cigano e cujo primeiro nome é Edmilson é conhecido dessa forma exatamente por conta desse estilo de vida, o que torna difícil a localização. Mesmo assim, conseguimos informações bastante proveitosa porque começamos a investigar com poucos dados sobre os suspeitos”, declarou a chefe da Delepat.

Larissa Magalhães disse que em depoimento os conduzidos confirmaram a ligação entre os dois foragidos. O segundo homem com mandado de prisão em aberto foi liberado do sistema prisional maranhense em abril deste ano. As ordens judiciais de prisão expedidos para a operação Nômade dizem respeito aos crimes de roubo e associação criminosa. 

Fonte: cidadeverde

Compartilhe

Deixe seu comentário