Portal V1

Causa da morte de Michael Jackson será revelada em até seis semanas

26/06/2009

O porta-voz do IML (Instituto Médico Legal) de Los Angeles, Craig Harvey, afirmou, durante entrevista coletiva realizada na noite desta sexta-feira (26), que os testes já realizados não indicaram nenhuma anomalia no corpo de Michael Jackson, nenhum sinal de trauma físico ou violência.

De acordo com o representante, exames adicionais serão realizados e a conclusão sobre a causa da morte do cantor deve demorar de quatro a seis semanas para ser divulgados. O porta-voz informou que antes de concluir os exames, o IML quer ainda ter certeza de que todas as funções os órgãos do corpo de Jackson estavam funcionando corretamente.

Ele se negou a comentar sobre os medicamentos de que o cantor estava fazendo uso, mas afirmou que Jackson tomava remédios prescritos por médicos.

A autópsia terminou às 13h (no horário de Los Angeles). A liberação do corpo depende da liberação de documentos por parte do necrotério. De acordo com as normas locais, ele pode ser entregue entre 18h e 24h, mas é possível que ele ainda passe a noite no necrotério.

Nesta sexta-feira, a agência de notícias Associated Press divulgou a informação de que Michael estava acompanhado de um cardiologista quando passou mal em sua casa, em Los Angeles.

A fonte que revelou a informação pediu anonimato e disse que não estava autorizada a comentar sobre o caso.

Também nesta sexta-feira, a polícia apreendeu o carro do dr. Conrad Murray, um cardiologista que trabalha nos Estados da Califórnia, Nevada e Texas, que estava com Michael no momento em que o cantor passou mal. A polícia afirma que acredita que o carro pode conter medicamentos que foram dados ao cantor.

Fonte: folha online.

Compartilhe

Deixe seu comentário