Valença do Piauí, 24 de jan, 2021

Estiagem atinge 250 mil famílias na região do semiárido piauiense

Diretor da FETAG Evandro Luz

A Federação dos Trabalhadores da Agricultura no Piauí participou nesta segunda-feira (12) de uma reunião para tratar da situação das famílias em situação de emergência no semiárido do Estado. Participaram da reunião representantes da Embrapa, Banco do Brasil, Banco do Nordeste e Ministério do Desenvolvimento Agrário.

Entre os assuntos tratados, o principal foi a agilidade na liberação de recursos para atender as mais de 250 mil famílias que perderam a safra e agora enfrentam dificuldades até para conseguir água para beber.

Segundo o diretor da Fetag, Evandro Luz, o estado de calamidade dos trabalhadores rurais vem sendo amenizado pelo programa de distribuição de água em carros-pipa quem vem sendo executado pelo Exército Brasileiro. “O problema é que os carros-pipa não atendem a todos os municípios”, disse.

Em todo o Piauí, 87 mil famílias estão sobrevivendo com a ajuda do programa Garantia Safra que beneficia cada família com sete parcelas de R$ 136. Outra alternativa é o programa Bolsa Estiagem distribuído a 55 mil famílias cadastradas. Cada uma recebe seis parcelas no valor de 80 reais.

Até a semana passada 190 municípios tiveram o estado de calamidade pública reconhecido pela Defesa Civil Nacional. Na sexta-feira passada o Governo Federal anunciou a liberação de 307 milhões de reais para aplicação em obras estruturantes na região do semiárido. Foi o segundo maior volume de recursos para o um estado do Nordeste. O dinheiro vai ser aplicado na construção de barragens, cisternas e sistemas de irrigação.

 

Fonte: portalaz

0 Comentário