Valença do Piauí, 21 de jul, 2024

Hospital Regional Eustáquio Portela vai realizar 481 cirurgia de catarata

O Hospital Regional Eustáquio Portela de Valença do Piauí vai realizar 481 cirurgia de catarata. O mutirão de cirurgias vai acontecer nos dias 07, 08 e 09 de dezembro, e comtemplará pacientes dos 14 munícios que fazem parte do Vale do Sambito.

Nesta terça-feira 30 de novembro e quarta-feira 01 de dezembro, o hospital está realizando a etapa de avaliação dos casos para fazer as indicação de cirurgias. A diretora do Hospital Regional Lucília, fala como está sendo esse processo de atendimento para o mutirão da catarata.

 “Mais uma vez a gente aqui fazendo o mutirão de cirurgia de catarata, dessa vez, um número bem maior de cirurgia, serão realizadas 481 cirurgias hoje e amanhã, 30 de novembro e 01 de dezembro, estaremos fazendo as consultas de mais de 600 pacientes, porque a gente faz um número maior para aí tirar aqueles realmente necessários para as cirurgias, e aí quando for 07, 08 e 09 de dezembro nós estaremos realizando realmente as cirurgias de catarata, explica a diretora do hospital.

Lucília ainda conta que foi realizado uma reunião previa com os secretários de saúde de cada município para debater como o mutirão iria transcorrer.

“A gente fez anteriormente uma reunião com todos eles, uma reunião virtual com todos os secretários onde foi colocado o número de consultas e o número de cirurgias de cada município, priorizando sempre que viesse um número maior para consultas para depois ser atendido as cirurgias para não ter perda para nenhum município. Nesse dia nós colocamos como o município ia poder colaborar, a necessidade de vir uma pessoa com eles já que a maioria são idosos, ver também a questão da alimentação que é necessário para eles, e isso a gente está vendo que os municípios estão providenciando”, frisa a diretora.

A diretora conclui falando a importância desses mutirões para a vida das pessoas beneficiadas

 “Eu costumo dizer que quando você já nasce com a deficiência, Deus providencia que um outro órgão supere a necessidade da visão, mas para quem já teve a visão é realmente muito difícil. É um ganho muito grande para a microrregião do vale do Sambito, para nós aqui do hospital é mais uma ação do governo do estado através da Secretaria de Estado da Saúde atendendo essa reivindicação da nossa região e do hospital”, disse Lucília.

 
0 Comentário