Portal V1

Exclusivo: Salão do Livro pode não acontecer esse ano.

22/08/2010
escritor angolano Ondjaki.

escritor angolano Ondjaki.

O 6º Salão do Livro de Valença pode não acontecer esse ano, a afirmação é do professor Kássio Gomes um dos organizadores do salão que participou da 25ª Sessão Ordinária da Câmara de Valença, na noite desta segunda-feira (23), a pedido da vereadora Ceiça Dias.

A falta de recursos é o principal empecilho segundo o professor para realizar o SALIVA. O 6º Salão do livro é o maior evento literário da região valenciana e atrai durante a sua realização dezenas de estudantes e professores de todo o estado.

A vereadora Ielva Melão afirmou que a falta de apoio é gerado pela timidez da Secretaria Municipal de Cultura, que não consegue se articular para viabilizar a realização do evento junto ao Poder Executivo. O vereador Benedito Gomes se colocou a disposição do organizador para conversar com empresas em Teresina na busca de viabilizar recursos para a realização do Salão do Livro. Kássio Gomes afirmou que a realização do evento estar orçado em cerca de R$35 mil reais.

Ele afirmou que o projeto foi entregue ao prefeito Alcântara e ao governo do estado através da FUNDAC, que prometeram uma resposta por toda essa semana. “A realização do SALIVA está nas mãos dos governos estadual e municipal, se eles não nos garantirem esse apoio infelizmente o evento não será realizado” disse.

Caso seja realizado, a intenção da organização do SALIVA é trazer a Valença o escritor angolano Ndalu de Almeida, popularmente conhecido como Ondjaki.

Atualização às 20h:30 23/08

Kássio Gomes vai a Câmara Municipal falar sobre o 6º SALIVA.

O presidente da Associação de Diletantes da Cultura Histórica de Valenciana (ADICH), professor Kássio Gomes estará nesta segunda-feira (23) participando da Sessão Ordinária da Câmara de Vereadores para falar sobre a realização do 6º Salão do Livro de Valença (SALIVA) e do 4º Festival Valenciano de Arte e Cultura que acontece em Valença no mês de setembro. A participação do presidente da ADICH foi sugerida pela vereadora Ceiça Dias (PSB).

O Salão do Livro de Valença reuni professores e estudantes de toda a região com uma cobertura especial na parte cultural, que tem sempre a participação de grandes nomes da nossa musica piauiense e de artistas de varias áreas. Ano passado o encerramento foi com a dupla de humor Amauri Jucá e Dirceu Andrade e o escritor Assis Brasil foi o grande homenageado do salão.

Além de convidar os vereadores, Kássio Gomes deve pedir ajuda para custear a despesas do evento, que sempre faz parte das comemorações do aniversário da cidade.

Compartilhe

10 Comentários

  1. valesca em 23/08/2010 às 15:05

    ano passado foi a minha primeira vez
    SALIPI de valença eu gostei muito!!!!!
    Kássio Gomes esta de parabéns!!!!!
    bjs…..

  2. Eduardo Santos em 24/08/2010 às 14:47

    Será uma perda muito grande.
    Participei o ano passado e vi o quanto é importante um evento como esse numa cidade. Aqui em Oeiras nunca tivemos um evento desse porte, por isso fomos participar em Valença. Estamos nos preparando para participar esse ano novamente.
    espero que as autoridades não deixem o evento acabar

    Parabéns aos organizadores do SALIVA

  3. Damàsio de Araújo Sousa em 24/08/2010 às 23:45

    è lamentável e imperdoável se o prefeito e o governo do estado ficarem inértes em não colaborarem para que este maginifico evento não se realize em nossa cidade. Mas acredito que eles não vacilarão. creio que tudo farão para o evento acontecer. a cultura não pode ser renegada. Parabens Cassio, pessoa como vc, como o Professor Antonio José, prof. Etelvada, Prof. Marlene Tenório, orgulha a nossa cidade e eleva a sua estima. Damásio

  4. Essa coisa de dizer que o SALIPI ou SALIVA, como queiram chamar, não irá ser realizado, é pura demagogia, pois todos os anos há essa “pressão” ou chantagem para que a prefeitura patrocine o evento, e no final tudo dá certo, parece mais coisa combinada entre a administração municipal e a organização do evento. E mais, essa de dizer que o evento está orçado em 35.000 reais, só se o evento está superfaturado, por que de longe, a meu ver, é possível ralizá-lo por muitíssimo menos disso. Digo isso com segurança, porque já coordenei da parte financeira desse evento nas primeiras edições. O evento é grandioso, mas ficaria ainda mais bonito se não houvesse tanta pequenez por parte da organização. Mesmo assim sucesso.

  5. Sou de Picos e participei o ano passado
    desse evento. Estava justamente procurando
    notícias de quando seria realizado quando
    me deparo com essa notícia. Não quero acreditar
    que um evento tão consolidado deixe de acontecer
    por falta de incentivo das autoridades, por isso
    fico no aguardo. Preciso do telefone do pessoal
    da organização para se caso for acontecer, nós não
    ficarmos de fora.

  6. Kassio Gomes em 26/08/2010 às 18:01

    Meu caro Aíton,

    Creio que o amigo sofre de amnésia. Você fez parte sim da coordenação do evento e bem sabe
    das nossas dificuldades em realizar. E nunca foi preciso superfaturar, o fato é que estamos, ao contrário do amigo, pensando mais alto e por que não?
    Agora se o amigo tiver uma receita de trazer todas as atrações que nós queremos, inclusive as internacionais por menos disso faremos questão de entregar o evento para você coordenar. Aceita o desafio?

    Quanto a chantagem, não é da nossa conduta e você bem sabe disso. Agora se o amigo tem algum ressentimento, que o externe mas sem proselitismo, pois DEMAGOGIA, está partindo de sua pessoa que está vendo as coisas pelo ângulo que quer ver. Quanto à pressão é preciso ser feita sim, mas não somos obrigados a realizar um evento dispendioso sem a participação da prefeitura ou de outras entidades. Pensar pequeno é não ter a mente a aberta para ousar, e equipe que hoje compõe a ADICH é ousada, mas com pés no chão e jamais teve qualquer envolvimento com superfaturações, mesmo porque nunca fomos contemplados e você sabem muito bem.
    E eu, particularmente, tenho tomado posições, nunca precisei combinar nada com a administração. Colocamos o evento a disposição para qualquer pessoa e continuamos a fazer o desafio. Quem quiser e souber realizar melhor que nós que o faça! Como o amigo afirma com veemência sugiro que volte a coordená-lo, é só montar uma equipe e tocar o barco para frente, só quero ver aonde vai chegar?

  7. Anne Alencar em 27/08/2010 às 12:38

    O Salipi é um grande sucesso e a organização em Valença está de parabéns, já participei duas vezes do evento, a última foi o ano passado que encerrou com show de humor e tudo. Não há como ficar de fora dessa festa de cultura que poucas cidades tem.

    Os valencianos estão de parabéns

    Anne Sousa Alencar – Teresina

  8. Gostaria de ressaltar que segundo informações de pessoas que estão à frente do SALIPI(VA), cujo nome vou preservar, me informou que nunca foi prestado contas da edição de 2009 do evento, o que ocasiona um fato gravíssimo, uma vez que é cobrada taxa dos participantes, nada mais justo que seja esclarecido onde foi empregado o dinheiro arrecadado. Sobre o evento ter se tornado grandioso, nada contra, o problema é que para o evento ser grandioso, a organização deve ter garantias de que possa concretizar essa grandiosidade e não jogar para a platéia o orçamento do evento confiado em apoios incertos. Se não pode realizar um evento grande, lute ainda mais para que um dia possa atingir esse objetivo. Quanto a amnésia da qual disseram que eu sofro, não me preocupa, uma vez que minha memória é ótima, não sou eu que digo, são os outros que afirmam. Agora é preferível sofrer de amnésia, do que de síndrome de pinóquio, ou seja mentir doentilmente para se promover, disso nunca precisei, pois sempre defendi a verdade com um dos meus princípios éticos.Demagogo nunca fui e nem serei, pois nunca defendi o que acho errado, já o mesmo não posso dizer do acusador. Pretendo com isso dar um ponto final nesse assunto, mas se for provocado novamente voltarei a comentar. E mais uma vez, sucesso no SALIPI(VA), eu estarei lá.

  9. Pâmela Laurentina em 04/09/2010 às 10:53

    Antes de mais nada gostaria de registra que ousar é possuir uma sensibilidade que está imersa as filigranas que poucos conseguem captar.SAliva é um evento que abrange toda a região germinando cultura e levando a todoas o encantamento das letra, música e arte. faço parte da ADICH, e ajudei estive ajundao nesse evente desse sua gênese e sei o qunto é difícil elaborar tla evento, tanto qo que se refere a organização física quanto finceira. Coemçamos com uma ideia ousada, sem grana para nada,um aglomerando de estudantes universitário (eu no momento simples estudante de ensino médio) carregando a ousadia que desbravou as incertezas e intempéries que nos foram apresentadas.
    Bem, acredito que as instituições tem o dever de ajudar na concretização desse evento que não pode sair dos palcos de Valença. Ah! 35 mil é pouco para efetivar uma salão do livro, haj vista, que cultura nosso país ainda é muito caro… SAlve ,SAlve o salão e muita energia positiva para sua realização

  10. Kassio Gomes em 06/09/2010 às 20:21

    Meu caro Aílton,

    Quanto narcisismo! Mas se for para dar um ponto final que seja dado. Afinal de contas não fomos nós que lhe provocamos e, como sua memória é prodigiosa, você deve se lembrar disso. Foi você que fez o comentário inicial, apenas procuramos responder a altura pela acusação maliciosa. No entanto, volto a dizer, se o amigo conseguir realizar o evento com todas as atrações (nacionais e internacionais) que o faça, mas não nos venha querer dizer que é possível realizar por muito menos, pois você não sabe da nossa realidade atual.
    Como você diz ser sempre ético, preserve essa sua ética e venha conhecer de perto o orçamento para não fazer comentários como o que vcê fez. A ética é um princípio da verdade, e para tê-la efetivamente, é preciso conhecer a verdade e não fazer comentários só por suposições. O fato de você falar que estamos superfaturando, é um atestado de falta de ética, pois está desconhecendo a verdade e falando em suposições.
    Ah! e quanto à prestação de contas, você está mal informado, foi prestada em várias reuniões. Pode a pessoa com que você falou não ter participado.
    O evento será certamente grandioso sim, pois com pequenas ressalvas, só temos recebidos elogios.

    E até lá… o evento é democrático…

Deixe seu comentário em Damàsio de Araújo Sousa