Portal V1

Mulher é condenada a pagar indenização, após ofensas em redes sociais

12/08/2019

Presidente do Sindicato Estadual dos Agentes Comunitários de Saúde e de Endemias, Francisco Oliveira

O presidente do Sindicato Estadual dos Agentes Comunitários de Saúde e de Endemias, Francisco Oliveira ganhou uma ação movida contra uma colega, identificada como Ana Ferreira, após a mesma ter deferido vários xingamentos contra o presidente nas redes sociais.

De acordo com o advogado Dr. Jefferson Francisco Falcão de Carvalho Marcos, o episodio aconteceu em um grupo de WhatsApp depois que o presidente comunicou que estava lançando seu nome para candidato a deputado federal.

Após a publicação, Ana Ferreira que reside em Bom Jesus chamou o presidente de invejoso, cabra infeliz, macaco, aproveitador e mentiroso. Na mesma conversa ela defendia o nome de outra pessoa para representar a categoria.

No último dia 07 de agosto houve uma audiência de conciliação no Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc) em Teresina, onde as partes compareceram e após a audiência ficou acertado que Ana Ferreira pagará uma indenização de R$ 2 mil reais em quatro prestações ao presidente e fará uma retratação nas redes sociais, assim como se comprometeu a não ofender mais o presidente nas redes sociais.

Compartilhe

6 Comentários

  1. Marreiros de valença do piaui em 12/08/2019 às 20:01

    Meu amigo oliveira cidadão que adimiro com muito respeito gostei da forma que você agio essa pessoa faltou com o respeito diquinidade o patriotismo e falta de humanidade valeu estou com você um abraço do amigo Marreiros.

  2. Marcos Roberto Xavier em 13/08/2019 às 08:40

    Ninguém é obrigado a gostar de ninguém, mas todos nós somos obrigados a respeitar o próximo!

  3. Luisa Cunha em 13/08/2019 às 12:38

    Racismo é crime , chama-lo de macaco configura crime racial , Art. 20. Praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional. (Redação dada pela Lei nº 9.459, de 15/05/97)
    Pena: reclusão de um a três anos e multa. Importante frisar que o delito em comento é inafiançável e imprescritível, conforme nossa Carta Magna.

  4. Jucélia em 14/08/2019 às 07:50

    Amigo Oliveira tenho muita admiração por você pessoa íntegra sempre ajudando a classe dando o seu apoio à nosso município.

  5. Caio Cezar em 14/08/2019 às 08:36

    No atual período onde a informação está cada vez mais acessível, ainda aparecem pessoas para fazerem burrices e cavarem a própria cova. Cyberbullying(Ofensas pela internet e celular) e crime! A justiça tarda, mas não falha!

    • Conhecemos o Dr Oliveira, sabemos da sua luta esforço e dedicação em favor dos ACS e ACE do nosso Estado Homem de caráter. Parabéns a justiça foi feita em 14/08/2019 às 16:38

Deixe seu comentário