Portal V1

Tarado da Hilux está sendo julgado em Valença. Veja detalhes

29/11/2016

Está sendo realizado no auditório do Colégio Santo Antônio em Valença, o julgamento de Wagner Alexandre Almeida Aragão (46), que em 2013 teria matado o policial civil pernambucano Sandro Silva com um tiro durante sua transferência do Maranhão para Pernambuco.

O fato aconteceu na BR 316 na localidade Boqueirão, município de Valença. Wagner Alexandre que na época foi citado como “Tarado da Hilux” estava no banco traseiro do carro da polícia quando conseguiu mesmo algemado, pegar a arma de um dos dois policiais que faziam sua escolta matando o policial Sandro Joaquim da Silva.

Na oportunidade, o acusado foi preso dois dias depois na localidade Sanharó. Em seu depoimento o acusado negou a autoria do disparo e afirmou que na hora do tiro ele estava dormindo.

Ele também afirmou que houve um principio de discussão entre os dois policiais ainda no Maranhão sem especificar os motivos. Ele confessou, num entanto que responde por crimes de estupro e porte de arma de fogo cujas condenações chagam há 44 anos. Ele confessou ainda o uso de documentação falsa para se instalar no Maranhão.

O Tribunal do Júri está sendo presidido pelo juiz Dr. Juscelino Norberto, tendo como representante do Ministério Publico o promotor Dr. João Malato Neto, advogado de defesa Dr. Rommel Eugênio, Amanda Kelly oficial de gabinete, Clarisse assessora jurídica e Renan Adeodato estagiário. Nesta quarta-feira (30) irá a julgamento o réu Antônio Bispo preso desde 2014 sob a acusação de tentativa de homicídio contra sua ex-esposa Cádia. A defesa será feita pela advogada Drª Rolandia Barros.

.

 

Compartilhe

Deixe seu comentário