Valença do Piauí, 22 de jul, 2024

TRE do PI adia julgamento do prefeito Walfredo Filho

Tribunal Regional Eleitoral do Piauí
Tribunal Regional Eleitoral do Piauí

O Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE-PI), adiou o julgamento dos Embargos Declaratórios da defesa do prefeito de Valença do Piauí, Walfredo Filho (PSB), cassado em junho de 2014.

No cargo por força de liminar, o prefeito e o vice foram cassados pela juíza Keylla Ranyere sob acusações de omissão de gastos na campanha eleitoral e demais dispositivos presentes no art. 30-a, da Lei 9.504/97, a Lei das Eleições.

O gestor teve a cassação confirmada no TRE-PI e busca, via Embargos, modificar a sentença que o condenou à perda do cargo, obtido nas eleições de 2012. Nesta segunda-feira (02/03), o processo estava em pauta, foi foi adiado após pedido de vistas do juiz federal Francisco Hélio camelo.

ENTENDA O CASO
Walfredo Filho foi cassado pela juíza eleitoral da 18ª Zona Eleitoral de Valença Dr. Keylla Ranyere Lopes Teixeira Procópio, que decidiu pela cassação dos registros de candidatura do prefeito e vice-prefeita de Valença do Piauí, Walfredo Filho (PSB) e Paula Jeanne Rosa Lima (PMDB).

A decisão apontou que os gestores teriam omitido gastos com iluminação, limpeza dos locais dos eventos de campanha, uso de caminhão como palco e logística de transporte, uso de datashow, bonecos gigantes, motos, assim como com pagamento de apresentadores, pesquisas eleitorais e multa eleitoral. Os gestores também teria arrecadados valores que foram primordiais para o exercício de sua campanha exitosa no pleito de 2012. Os dois tiveram seus registros cassados e estão inelegíveis pelo período de oito anos, a contar da data das eleições de 2012.

Fonte: 180graus

0 Comentário