Valença do Piauí, 27 de jan, 2021

Valença e mais 43 cidades tiveram 100% do FPM bloqueado

vista de valença
Vista da cidade de Valença

No dia que a presidente Dilma visita o Piauí pela primeira vez após as eleições de 2010, a Confederação Nacional dos Município informa que o Estado foi o segundo maior prejudicado com o bloqueio de 100% das contas do Fundo de Participação dos Municípios.

Ao todo, foram 44 cidades piauienses que não receberam nenhum centavo na primeira parcela do FPM deste ano que deveria ter sido depositada no último dia 10.

Esses municípios não receberam nada por causa da retenção do parcelamento com o Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) e/ou com a Receita Federal.

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) luta, há alguns anos, pelo encontro de contas entre o governo federal e os Municípios. A União deve aos Municípios R$ 30 bilhões, enquanto a dívida dos Municípios alcança R$ 25 bilhões. “Apesar dessa diferença que complica ainda mais a difícil situação financeira dos entes municipais acontecem fatos como o registrado no primeiro decêndio deste mês de janeiro”, afirma o presidente da entidade, Paulo Ziulkoski.

Acre, Pará e Roraima foram os Estados que não tiveram Municípios com FPM zerado. Na contramão, São Paulo, Piauí e Rio Grande do Norte foram os que mais tiveram Municípios com este problema: 79, 44 e 32, respectivamente.

“Grande parte destes Municípios tem no FPM a principal fonte de receita e este bloqueio acaba causando um enorme problema financeiro a estes entes”, completa Ziulkoski.

Fonte: 180graus

fpmpiaui(1)(1)

 

0 Comentário