Portal V1

36 cidades decretarão estado de emergência no interior do PI

03/11/2008

Representantes da Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetag) estiveram neste final de semana em municípios atingidos pela seca e, se-
gundo eles, o cenário é desolador. A entidade alerta que senão ocorreram chuvas no Estado até o dia 10 de novembro,mais 36 cidades decretarão estado de emergência. Se essas previsões se concretizarem, ao todo serão 90 municípios nesta situação. Em 2007, 147municípios decretaram situação de emergência.

A Fetag aponta que a situação é preocupante principalmente nas regiões de São Raimundo Nonato, Picos, Alagoinha, Capitão Gervásio e Santo Inácio. Em alguns municípios piauienses, devido à falta de chuvas, os agricultores perderam 90% da safra produzida e dependem agora da doação de cestas básicas do Governo Federal.

De acordo com informações da Secretaria Estadual de Defesa Civil, os alimentos começarão a ser distribuídos ainda esta semana. Mesmo assim, o presidente da Fetag acredita que a burocracia, mais uma vez, pode atrapalhar a entrega das cestas, já que a Defesa Civil ainda faz o levantamento de quantas pessoas irão receber a ajuda. “E os flagelados não podem esperar muito tempo. É preciso se criar um mecanismo para desburocratizar essas ações”, criticou Evandro Luz.

Porém, o secretário da Defesa Civil, Fernando Monteiro afirmou que o Governo do Estado tem feito várias ações para atender o mais rápido possível essas famílias. “Dessa vez não esperamos pelo Governo Federal. “Já nos antecipamos e decretamos situação de emergência em 59 municípios que historicamente sofrem com a seca”, explicou.

O secretário acrescenta que a Defesa Civil já tem 7.200 cestas básicas armazenadas na Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e outras 27 mil estão sendo preparadas. Além disso, 60 carros-pipas contratados já estão abastecendo os municípios atingidos pela seca.

Fonte: Meio Norte.

Compartilhe

Deixe seu comentário