Valença do Piauí, 22 de jul, 2024

Acusado de matar homem a tiros em Pimenteiras é condenado a 18 anos de prisão

Antônio Airton Macedo Teixeira (67) foi sentenciado nesta quarta-feira (17) em Valença do Piaui, a 18 anos de cadeia, em regime fechado. Ele era acusado de matar em 2012 com dois tiros de um revólver calibre 38, José Djailson Leal da Silva (26), na avenida principal da cidade de Pimenteiras, após uma discussão. Os dois apoiavam grupos políticos diferentes.

Após votação, a maioria dos jurados concordou com a denúncia do Ministério Público do Estado do Piaui e entendeu que o réu cometeu o crime de homicídio qualificado, mediante recurso que dificultou a defesa da vítima e por motivo fútil. A sessão foi presidida pelo juiz Dr. Franco Morette.

O julgamento tinha sido adiado duas vezes, devido a logística para recambiar o acusado, que estava preso preventivamente no estado do Ceará.

De acordo com Ministério Público, os dois tinham uma desavença por serem de grupos políticos diferentes. Antônio Airton teria esperado a vítima chegar em uma lanchonete, teve uma discussão com ele, sacou a arma e fez dois disparos. O MP afirmou que a vítima não teve oportunidade de defesa.

Em seu depoimento, o acusado Antônio Airton alegou que agiu em legítima defesa. Ele confirmou que tinha uma desavença com a vítima devido a uma discussão que os dois tiveram sobre uma aposta política, já que era ano de eleição. O acusado ainda alegou que a vítima teria feito ameaças a ele antes do crime.

0 Comentário