Portal V1

Após 44 dias, acusado pela morte do radialista Adão Sá continua solto

15/10/2018

Adão Sá

Passados 44 dias, a policia de Valença ainda não conseguiu localizar e prender o acusado pela morte do radialista Adão Sá, morto, após ser agredido com pauladas na casa de sua mãe no bairro Campestre no dia 1º de setembro desse ano.

A morte de Adão Sá gerou comoção em todo o Piauí e foi noticiada pelos principais veículos de comunicação do estado, pela violência do crime.

Após praticar a agressão, o acusado que foi identificado no mesmo dia, fugiu na moto do acusado e teria sido visto por último na vizinha cidade de Pimenteiras de onde partiu para lugar ignorado.

Adão Sá chegou a ser socorrido, mais não conseguiu chegar a Teresina. Seu velório e sepultamento foram marcados por muita comoção e pedidos de justiça.   

Compartilhe

Deixe seu comentário