Valença do Piauí, 01 de jul, 2022

Caminhada e mesa redonda é realizada no 18 de maio em Valença do Piauí

Uma caminhada com mesa redonda foi realizada nesta quarta-feira 18 de maio, em alusão ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. A ação organizada pela Secretária Municipal de Assistência Social de Valença do Piauí, contou com a participação das demais secretarias do município, vereadores, além de entidades como CMDCA, Conselho Tutelar, Polícia Militar e Promotoria de Justiça.

A caminhada com cartazes chamando atenção para temática saiu do terminal rodoviário até o colégio Santo Antônio, onde aconteceu apresentação de documentário e uma mesa redonda com a participação de profissionais do CREAS, CRAS e do Promotor de Justiça Dr. Sinobilino Pinheiro que abordaram o tema com o intuito de levar informação e tirar as dúvidas do público presente.

A Secretária de Assistência Social Paula Hortência, destacou a participação da rede de proteção na execução das ações e apontou os tristes dados do município que mostram os números crescentes de casos de abuso e exploração.

“Eu estou muito feliz por toda a rede ter apoiado esse movimento que é o combate ao abuso e exploração de crianças e adolescentes, infelizmente em nossa cidade a gente vem encontrando inúmeros casos de abuso e a agente achou por bem trabalhar de uma forma mais elabora”, explica Paula Meneses.

A secretária conta que o cronograma de ações para o mês foram desde entrevistas no rádio, decoração temática com cartazes em locais públicos, palestras nas escolas com Assistentes Sociais e Psicólogos, realização de blitz educativas com entrega de folder e encerrando com a caminhada pelas ruas da cidade com mesa redonda no final.

O Promotor de Justiça Dr. Sinobilino Pinheiro, foi um dos participantes da mesa redonda e falou da necessidade de toda sociedade compreender a importância de discutir a temática para saber combater.  

“É preciso a população entender a importância desse tema, identificar situações na prática em que criança e adolescente podem está sendo submetidas, e o importante que foi falado aqui é que não tenham medo de denunciar, mas pelo menos comunique”, disse o promotor que pediu para que ao sinal de mudança no comportamento de uma criança ou adolescente isso seja um alerta e que precisa ser averiguado.

O promotor ressalta que o município tem rede de proteção com uma justiça equipada para combater esse tipo de crime e acolher as vítimas. “Temos rede de proteção em Valença do Piauí, temos o judiciário aparelhado, eu acho que nós temos condições sim de dar prioridade a essa demanda tanto de penalização de quem pratica quanto também de acolhimento para essas crianças e adolescentes”. 

 

  

.
0 Comentário