Valença do Piauí, 28 de nov, 2021

Chefes do trafego de drogas usavam os filhos para venda de drogas

Foto de arquivo
Foto de arquivo

A operação Toluca, deflagrada na manhã desta quarta-feira (23) na cidade de Barras resultou na prisão de quinze pessoas, boa parte de uma mesma família de ciganos. Três núcleos de traficantes foram desbaratados.

O primeiro núcleo era comandado por Vicente da Silva Avelino, vulgo Pelé Cigano. Segundo informações do delegado regional de Barras, Humberto Mácola, ele utilizava a mulher, a ex-mulher e os três filhos no esquema.

O segundo núcleo era comandado por Dionísio Cordeiro da Silva, irmão de Pelé, que utilizava os três filhos, identificados como Jeová, “Morcegão” e Mike para comercialização das drogas.

De acordo com a Polícia Civil, a frequência de veículos na residência de Dionísio era muito alta. Às vezes era possível observar até quatro motos no local.

O último núcleo era comandado por Maurílio Vieira dos Santos, proprietário de um bar localizado em uma das principais avenidas de Barras e próximo a casa de Dionísio.

“Era um bar que só funcionava à noite e estava próximo a casa de prostituição da Valéria, que trabalhava no bar e levava seus clientes para consumirem drogas”, disse o delegado regional de Barras, Humberto Mácola.

Também foi preso Carlos Erivan, o “Pitchuca”. Dos 14 mandados de prisão, 13 foram cumpridos e 15 pessoas foram presas, sendo duas em flagrante. Foram apreendidos seis tabletes de maconha, uma pequena quantidade de crack e uma espingarda calibre 12. Participaram da ação 35 policiais civis, 10 delegados e policiais militares.

Ao todo foram fechados nove pontos de droga, entre locais para armazenagem e bocas de fumo, que abasteciam além de Barras as cidades de Cabeceiras e Boa Hora. Os detentos estão sendo ouvidos na delegadia do município e encaminhados para a penitenciária de Esperantina.

As investigações começaram no mês de março. Segundo do delegado Humberto Mácola, haverá desdobramentos. “Ainda vamos investigar os imóveis, que são de alto padrão para a região, e já temos informações sobre a rota que foi mapeada e sobre os fornecedores, mas não podemos adiantar”.

A Operação Toluca deveria ser deflagrada em junho, durante a Copa do Mundo, mas precisou ser abortada. O nome faz referência a uma cidade do México que recebeu jogos da Copa do Mundo de 1970, na qual o Brasil se tornou tricampeão. O apelido Pelé de um dos presos inspirou a referência.

Fonte: Cidadeverde

0 Comentário