Portal V1

Contagem Regressiva.

29/07/2009

A prefeitura de Valença tem até amanha (30) para dizer se aceita ou não subsidiar a contrapartida para a construção de uma indústria de beneficiamento do pedúnculo do caju, na localidade Lagoa do Roque, na Serra do Batista. A indústria está orçada em 100 mil reais e irá ajudar as famílias da localidade beneficiada. A prefeitura entraria com 3% desse valor (três mil reais) e o terreno. O beneficio está sendo disputada pelos 15 municípios que integram o Território Vale do Sambito. Segundo a presidenta do conselho do território Vale do Sambito, Lidiane Veloso a disputa pela indústria está acirrada “com a falta de interesse de Valença a cidade de Pimenteiras ganhou a concorrência, mais como Pimenteiras está inadimplente, a cidade perdeu a indicação que voltou para Valença” disse a Sucesso FM. Ela informou que esteve na prefeitura alertando sobre o prazo final para a adesão, disse também que os investimentos podem chegar à casa de R$ 200 mil reais “serão 100 mil para a construção e mais 100 mil para o custeio” afirmou. Mauricio Soares, chefe da Defesa Civil disse ao alencarnet que irá se reunir nesta quarta-feira (29) com a presidenta e logo depois irá levar termo para assinatura do prefeito municipal.   

Compartilhe

Deixe seu comentário