Portal V1

CONTRA FATOS NÃO HÁ ARGUMENTOS!

10/10/2009

A Fundação Raul Alencar, através da Secretaria Executiva, vem prestar esclarecimento a cerca da afirmação de “rádio bandida”, feita numa emissora de rádio desta cidade. A afirmação referia-se à agressão que foi feita, não a quem estava dentro do estúdio, haja vista que lá não houve prejuízo de áudio, afinal tanto se podia ouvir as perguntas, como as respostas, mas a sociedade valenciana, esta sim, foi agredida de maneira cruel e maldosa, quando logo de início, o radialista, de maneira arrogante, prepotente e anti-democrática, afirmou por repetidas vezes que o programa é dele, de maneira autoritária. Não bastasse isso, a partir do momento que as respostas não lhe interessavam, baixavam o volume do microfone e até subtraiam o áudio, interferindo com vinhetas debochadas, para que os ouvintes não pudessem ouvir, fato que culminou numa imediata reação da população, que logo ocupou as instalações da rádio e parte da rua, em grande multidão, numa revolta generalizada, para conferir de perto o flagrante delito.

 

O material da gravação do programa, requisitado por esta entidade, através de ofício e enviado pela emissora, comprova a atitude “bandida”, para com a população. Além de muitos populares, que lá compareceram para reclamar do abuso, estavam a Vereadora Ielva Melão, o Vereador Pedro Ribalta e a esposa do entrevistado, a Empresária Liduina Alencar, todos bastante revoltados, inclusive, muitas pessoas gravaram em suas casas e podem testemunhar a esse respeito.

 

Nós, que fazemos a Fundação, temos a consciência de que os atos da entidade são de conhecimento de toda a sociedade valenciana e trazem felicidades.Estamos tranqüilos pela convicção de que a mentira não pode assumir o lugar da verdade.

 

Numa rádio “comunitária”, que dizem ser regularizada junto ao Ministério das Comunicações, no entanto, não atende aos anseios da comunidade, privilegia grupos políticos e seus interesses individuais, o ato bandido foi com a população valenciana.

 

“Nenhuma pessoa ou instituição se torna grande pelo simples desejo, assim como não se torna pequena motivada por injúrias e inverdades”.

 

Fonte: Fundação Raul Alencar 

 

 

Compartilhe

Deixe seu comentário