Portal V1

Data AZ: João Vicente lidera corrida sucessória com e sem Sílvio no páreo

11/05/2009

A primeira rodada de pesquisa do Instituto Data AZ em 2009, feita no Estado, entre os dias 6 e 25 de abril, mostra que o senador João Vicente Claudino (PTB) é o favorito na corrida pela sucessão do governador Wellington Dias (PT), com 8,34% das intenções de votos, na sondagem espontânea, e 32,29%, na pesquisa estimulada.

Para realizar a pesquisa na capital e no interior, o Instituto traçou dois cenários: um com e outro sem o prefeito de Teresina, Sílvio Mendes (PSDB). Nos dois, João Vicente vence os oponentes.

Na pesquisa espontânea, o tucano vem em segundo, atrás do senador do PTB, com 6,79%. Como JVC tem 8,34%, a diferença de 1,55% os deixa próximo de um empate técnico, já que a margem de erro da pesquisa é de 1,37%, para mais ou para menos.  Mas na pesquisa estimulada, o senador do PTB se distancia de Sílvio Mendes, que tem 19,29%. A diferença pró-JVC (32,29% das intenções de voto) vai a 13%.

No cenário com Sílvio disputando, aparece em terceiro lugar, na pesquisa espontânea, o postulante do PMDB, deputado Federal Marcelo Castro, com 4,21%. Está tecnicamente empatado com o pré-candidato do PT, Antônio Neto, citado por 3,08% dos entrevistados. O quinto nome espontaneamente mais lembrado foi o do governador Wellington Dias, com 2,89%. Também é empate técnico com Marcelo Castro.
O vice-governador Wilson Martins (PSB) vem em sexto lugar, com 2,24%, seguido por Mão Santa, que foi citado por 1,58%.

Na sondagem estimulada, depois de João Vicente (32,29%) e Sílvio Mendes (19,29%), o candidato melhor situado é o peemedebista Marcelo Castro, com 11,53%, seguido por Wilson Martins, com 8,63% e Antonio Neto, com 7,03%. Ismar Tavares, do PCB, tem 0,95%.

O cenário sem Sílvio Mendes tem apenas pesquisa estimulada e nele João Vicente Claudino aparece um pouco mais à frente que na sondagem em que o prefeito é citado como postulante. O senador tem 34,82%. O que aumenta mesmo é a vantagem de JVC sobre os demais concorrentes. O segundo mais citado, Marcelo Castro, tem 12,05% das intenções de voto, ou seja, está 22,77 pontos percentuais abaixo do petebista.

O terceiro colocado no cenário sem a presença de Sílvio Mendes é Wilson Martins, com 8,79%, tecnicamente empatado com Antônio Neto, o quarto colocado, com 7,92%. Ismar Tavares aparece com 1,95%. Os indecisos somam 27,03% e os que não escolheriam nenhum dos nomes chegam a 7,45%.

REJEIÇÃO
Líder na disputa estimulada e espontânea, o senador João Vicente Claudino vem em segundo na rejeição. No cenário em que o prefeito Sílvio Mendes é colocado como candidato, o senador do PTB tem 11,42% de rejeição, ficando à frente apenas de Ismar Tavares que aparece com 14,18%. Sílvio Mendes é o menos rejeitado, com 4,82%.

Antônio Neto é o terceiro mais rejeitado, com 7,79%, tecnicamente um empate com Marcelo Castro, que tem rejeição de 7,45%. Wilson Martins tem 5,47% de rejeição. E há 13,37% de eleitores que não rejeitam nenhum dos candidatos e 35,5% que não tem opinião formada a respeito do tema.

No cenário sem Sílvio Mendes, Ismar Tavares (14,95%) e João Vicente (9,03%) são os mais rejeitados, seguidos por Antônio Neto (7,53%), Marcelo Castro (6,16%) e Wilson Martins (4,71%). Os que não sabem ou não querem opinar sobre rejeição a candidatos somam 45,87% e os que dizem não rejeitar qualquer nome são 11,76%.

FICHA TÉCNICA
Número de entrevistados – 3.600.
Margem de erro: 1,37% para mais ou para menos.
Cidades pesquisadas: Água Branca, Bom Jesus, Esperantina, Floriano, Parnaíba, Pedro II, Picos, São Raimundo Nonato, Teresina, Uruçuí e Valença.
Data de realização da pesquisa: 6 a 25 de abril de 2009

Fonte: PortalAZ.

Compartilhe

Deixe seu comentário