Valença do Piauí, 20 de jul, 2024

Denarc prende líderes de facções e empresário suspeito de extorsão

O Departamento Estadual de Repressão ao Narcotráfico (Denarc) deflagrou na manhã desta sexta-feira (21) a Operação 31, visando combater o tráfico de drogas em várias zonas de Teresina. Até o momento, 15 pessoas foram presas, incluindo Valdeci Lima, mais conhecido como Brizola, considerado um dos maiores traficantes da capital, e seu irmão, proprietário de uma loja de calçados e suspeito de extorsão.

“O empresário tem uma vinculação intensa com aquele que é considerado o líder maior de uma facção na região da Santa Maria da Codipi. Eles são irmãos e mantêm uma forte comunicação no que toca à extorsão, utilizando a agiotagem. A fama criminosa de Brizola é usada como cartão de apresentação para conseguir sucesso na extorsão”, destacou o delegado Samuel Silveira, coordenador do Denarc.

Brizola foi preso em sua casa, localizada em um condomínio residencial na zona Leste. Ele possui uma extensa ficha criminal, sendo apontado como o principal líder de uma organização criminosa, com diversas passagens por tráfico de drogas, tentativas de assassinato e uma fuga de hospital em seu histórico.

Segundo a Polícia Civil, Valdeci Lima também é proprietário de diversos comércios e a principal suspeita é que ele utilizaria esses estabelecimentos para lavar dinheiro proveniente do crime.

“Brizola tem uma ficha criminal extensa, incluindo organização criminosa, lavagem de dinheiro, receptação e homicídios. Ele já possui um certo patrimônio e exerce liderança com um perfil criminoso diferenciado da maioria dos faccionados que estamos acostumados a prender. Ele é um empresário, inclusive encontramos uma quantia considerável em dinheiro em sua posse, que ele alegou ser proveniente do arrendamento de um comércio que possui, mas o valor era alto demais para ser mantido em uma residência”, destacou o delegado Edvan Botelho.

A ação do Denarc prevê o cumprimento de 34 mandados de prisão. As equipes já apreenderam drogas, armas, carros de luxo e dinheiro.

“São 34 mandados de prisão, e esta é a maior operação em pelo menos cinco anos em termos de volume de prisões no enfrentamento ao tráfico de drogas. Foram apreendidas armas de fogo, drogas, carros de luxo, e as principais lideranças das duas maiores facções foram presas na manhã de hoje, na região da Santa Maria da Codipi”, acrescentou o coordenador do Denarc. 

O delegado Samuel Silveira explicou ainda que as investigações começaram a partir de um caso de receptação. 

“Uma investigação que começou com uma simples receptação apurou delitos como roubo e gerou informações sobre homicídios. Hoje, estamos deflagrando mais uma fase, prendendo indivíduos por lavagem de dinheiro, tráfico de drogas, organização criminosa, extorsão e até mesmo planejamento de extorsão mediante sequestro. Todo esse conjunto de crimes resultou na emissão de 34 mandados de prisão preventiva”, pontuou o delegado.

Fonte: cidadeverde

0 Comentário