Valença do Piauí, 14 de ago, 2022

Garoto eletrocutado não resiste à cirurgias e morre em Teresina

Ernesto Emanuel
Ernesto Emanuel

O menino Hernesto Emanoel da Silva Moraes, de 8 anos, atingido por fio de alta tensão enquanto andava de bicicleta, quando caiu um transformador de energia na Rua Balsas, no bairro Matadouro, na zona Norte de Teresina, morreu na noite desta terça-feira (30).

Ele teve as pernas amputadas durante cirurgia iniciada ainda na manhã desta terça-feira e também perdeu o olho. O boletim médico divulgado no final da tarde de terça-feira informou que Hernesto Emanuel estava sedado sob efeito de medicamentos e passou por procedimento de hemodiálise.

O boletim, assinado pelo médico Marcelo Burlamarque Nunes, diretor da UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Prontomed, e pelo médico intensivista pediátrico Carlos Flávio Lopes Bonfim, afirmou que o estado do garoto era gravíssimo.

Hernesto Emanoel foi submetido a cirurgia de amputação dos membros inferiores bilateralmente e escarificação de áreas cutâneas comprometidas pelas queimaduras causadas pela alta tensão do fio que o atingiu.

O garoto respirava com ajuda de ventilação mecânica.

Hernesto Emanoel da Silva Moraes sofreu o choque e ficou com o corpo emaranhado pelos fios elétricos na noite de segunda-feira. Ele foi levado inicialmente para o HUT (Hospital de Urgência de Teresina) e foi transferido para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Prontomed.

De acordo com a assessoria de comunicação do HUT, após o acidente Hernesto Emanuel foi levado para o hospital municipal. No local, a família informou que tinha plano de saúde e como seu estado era grave e necessitava de uma UTI, a equipe de assistência social entrou em contato com o plano, mas o mesmo informou que também não havia vaga na UTI do hospital credenciado, porém a equipe médica do HUT acordou que era melhor ele ir para uma unidade que o plano cobria do que ficar na semi-intensiva do HUT. E somente após esse entendimento ele foi transferido.

Um transformador de energia explodiu e um fio energizado atingiu Ernesto Emanoel da Silva Moraes, que ficou gravemente ferido, ficou com vários ferimentos pelo corpo e suas roupas também foram queimadas. Uma equipe da Eletrobras foi designada para apurar as causas do acidente.

De acordo com a assessoria de comunicação da Eletrobras, a perícia está fazendo o levantamento e após o resultado será divulgada uma nota oficial.

A Eletrobras informou ainda que lamenta o ocorrido e desde o momento que tomou conhecimento do fato está prestando toda a assistência à criança e à família. Segundo os moradores da Rua Balsas, no Matadouro, um dos fios de alta tensão caiu enquanto a criança passava de bicicleta pela calçada. A energia elétrica provocou chamas no corpo do menino.

Gilvan Moreira que passava pelo local afirmou que o fio atingiu a bicicleta, o que pode ter evitado que a criança morresse imediatamente.

Em todo o bairro foram registradas oscilações de energia, e os moradores estão revoltados pelo acidente que vitimou a criança.

A mãe do garoto, Váldima Pereira da Silva, disse que na hora não chovia. “Não estava chovendo, relampejando, trovejando, simplesmente o fio caiu e acertou o meu filho”, declarou Valdima Pereira da Silva.

Fonte: Meionorte

 

0 Comentário