Valença do Piauí, 05 de jul, 2022

Idepi inicia elaboração do plano de gestão de segurança de barragens

O Governo do Estado, através do Instituto de Desenvolvimento do Piauí (IDEPI), contratou, por meio de licitação, uma empresa de consultoria para elaboração de um Projeto de Recuperação da Barragem Piracuruca. 

O objetivo é fazer uma análise detalhada de todos os elementos e estruturas da barragem, inclusive dos equipamentos hidromecânicos, com diversos tipos de levantamento, de modo a apresentar soluções e intervenções de recuperação, caso seja necessário.

“De posse dessas informações, o plano funciona como orientador dos agentes públicos quanto à operação e segurança da barragem, principalmente em situações de emergência. Inclusive, uma das fases importantes desse plano é o treinamento de órgãos locais e comunidades ribeirinhas quanto à convivência com o rio e com a barragem”, explicou o diretor-geral do IDEPI, Leonardo Sobral. 

O plano começa a ser produzido em junho de 2022 e deve ser concluído até dezembro de 2022. O resultado desse projeto será transformado em um manual com ações que o poder público deve executar em alguma eventual necessidade. 

Segundo Antonio Marcos Silva Lima, diretor de Engenharia do Idepi, o plano de segurança é uma ação positiva do estado, já que todas as 14 barragens no Piauí estão com status positivo e sem problemas estruturais. 

“Ao final do projeto teremos 14 manuais para distribuir sobre cada uma das barragens com esses planos de ações. É um plano para evitar tragédias. Estamos nos antecipando. Esse documento será uma espécie de certificado que daremos às barragens dizendo que elas atenderam todos os quesitos que a legislação obriga”, destacou Antonio Marcos Silva Lima. 

Barragens no Piauí 

Atualmente, o Idepi é responsável pela manutenção e monitoramento de 14 barragens no Estado, com inspeções que acontecem durante o ano todo, antes, durante e após as chuvas, de modo que o órgão consegue acompanhar o status atual das barragens nesses diferentes períodos e assim possa proceder a ações necessárias, através de manutenções corretivas e/ou preventivas, reparar possíveis danos e, consequentemente, garantir a funcionalidade técnica e operacional das barragens.

Atualmente, as barragens que são responsabilidade do Idepi são: 

  1. Salinas – São Francisco do Piauí;
  2. Piracuruca – Piracuruca;
  3. Algodões II – Curimatá;
  4. Pedra Redonda – Conceição do Canindé;
  5. Mesa de Pedra – Valença;
  6. Corredores – Campo Maior;
  7. Emparedado – Campo Maior;
  8. Bezerro – José de Freitas;
  9. Poços – Itaueira;
  10. Salgadinho – Simões;
  11. Estreito – Padre Marcos;
  12. Poço Marruás – Patos do Piauí;
  13. Petrônio Portela – São Raimundo Nonato;
  14. São Vicente – São Miguel do Tapuio

“Esta sistemática contínua de controle e acompanhamento geral das barragens, nos ajuda a viabilizar e garantir a continuidade de um plano de ação com inspeções periódicas e manutenções preventivas e corretivas nas mesmas”, pontua Leonardo Sobral, ressaltando que este é um trabalho que envolve o governo do Estado, através dos órgãos responsáveis, gestores municipais e comunidade de uma forma geral, parceria que tem dado bons resultados.

0 Comentário