Portal V1

IFGF 2019: Francinópolis tem a 5ª melhor Gestão Fiscal do Piauí

05/11/2019

Francinópolis,

Segundo o Índice Firjan de Gestão Fiscal – IFGF 2019, divulgado na última quinta-feira, 31 de outubro, Francinópolis/PI tem a 5ª (quinta) melhor Gestão Fiscal do Piauí, com índice de 0,7024. A pesquisa leva em conta dados do ano de 2018.

O mapa da gestão fiscal dos municípios brasileiros mostra um país em estado de alerta: 73,9% deles foram avaliados no IFGF com gestão fiscal difícil ou crítica. São 3.944 cidades nessa situação e a análise dos fatores que explicam esse quadro evidencia a profundidade da crise fiscal brasileira. Francinópolis se destaca com altos índices de liquidez, investimentos e controle de gastos com pessoal.

Isso comprova que todo o esforço na busca por investimentos, controle dos gastos com pessoal e principalmente honrar com suas obrigações mostra que o município está conseguindo driblar a grave crise econômica, que assola o país e afeta frontalmente os municípios e o Estado do Piauí.

Os resultados do IFGF Liquidez evidenciam que, em 2018, o município de Francinópolis planejou seus orçamentos de forma eficiente, apresentando situação excelente.

O que nos deixa sempre em alerta é a baixa geração de receitas pelas economias municipais que configurou-se como principal entrave à gestão fiscal dos municípios brasileiros como um todo, e esse foi o único índice não pontuado pelo município de Francinópolis. É o que mostra o IFGF Autonomia.

Em 1.856 prefeituras (34,8% do total) as receitas geradas no município não são suficientes nem para custear a Câmara Municipal e a estrutura administrativa da Prefeitura.

Prefeito de Francinópolis, Paulo César

O município de Uruçuí, localizado na região Sul do Piauí, ficou na primeira colocação, com índice de 0,8235. A cidade possui uma grande quantidade de arrecadação própria devido a empresas do setor do agronegócio. Em segundo vem o município de Oeiras com 0,7666, em terceiro Pimenteiras com índice de 0,7271, e em quarto aparece a cidade de Bom Jesus com índice de 0,7073.

O levantamento mostra, ainda, que 50% das prefeituras municipais do Piauí, 112 no total, apresentam uma situação crítica em relação aos critérios aferidos pela Firjan – autonomia fiscal, gastos com pessoal, liquidez e investimentos.

Num universo de 224 municípios, esse resultado coloca a cidade de Francinópolis em destaque no cenário nacional e estadual. É o resultado de ações que culminaram no reconhecimento de um trabalho da Administração Municipal na preservação do equilíbrio das contas públicas, manutenção do ritmo dos investimentos, pagamento dos servidores e fornecedores em dia e garantia da qualidade dos serviços públicos que são prestados à população.

Vista aéreas de Francinópolis

A Gestão se orgulha do trabalho que vem desenvolvendo e continua na tentativa de melhorar ainda mais a gestão e a saúde financeira do município, mesmo diante de todas as dificuldades enfrentadas, principalmente por ser um município dependente dos recursos oriundos do Governo Federal.

O Índice Firjan de Gestão Fiscal – IFGF pretende desde sua primeira edição contribuir com o debate sobre a eficiência da gestão fiscal, trazendo como foco a administração dos recursos públicos pelas prefeituras brasileiras.

O estudo é feito com base em resultados fiscais oficiais, declarados pelas próprias prefeituras à Secretaria do Tesouro Nacional, por meio do Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro (Siconfi).

O levantamento da Firjan deixou de fora a avaliação da gestão fiscal das contas de 15 prefeituras piauienses, que não declararam seus dados à Secretaria do Tesouro Nacional até a data limite prevista em lei.

 

Compartilhe

Deixe seu comentário