Valença do Piauí, 17 de jan, 2021

Lei Maria da Penha faz 5 anos. No PI estrutura é deficiente

deputada Margarete Coelho

A Lei Maria da Penha completou cinco anos neste domingo (07) e, no Piauí, os números envolvendo as agressões contra mulher ainda são alarmantes. Segundo a deputada Margarete Coelho (PP), presidente da Comissão dos Direitos da Mulher na Assembleia Legislativa, a lei é boa, mas o aparato de amparo à mulher ainda não é eficiente.

O Piauí tem apenas oito delegacias especializadas em crimes contra a mulher, mas apenas três funcionam e todas estão instaladas em Teresina. A deputada explica que as outras cinco não foram efetivadas

A deputada cita como exemplo a existência de casas abrigo, para onde as mulheres vítimas de violência doméstica (os casos mais graves) são levadas. “Essas mulheres fica lá nos abrigos, têm sua liberdade cerceada, enquanto os agressores estão livres, fazendo novas vítimas”, comentou, em entrevista ao Notícia da Manhã.

Margarete Coelho, que também é advogada, afirma que a casa abrigo é um mal necessário e condena também a falta de meios para conscientizar as vítimas a fazerem as denúncias.

A maioria das mulheres sofrem as agressões nos finais de semana. “Elas chegam a denunciar, mas na segunda-feira acabam retirando a queixa. A maioria se retrata e pede para soltar o marido. Muitas delas ainda dependem financeiramente dos maridos para sustentar os filhos. Muitas têm pena”, afirmou.

0 Comentário