Valença do Piauí, 23 de jan, 2021

Lilian Martins é empossada e afirma:”Vim para somar no Tribunal”

Lilian Martins

A primeira-dama e ex-secretária Estadual de Saúde, Lilian Martins, tomou posse na manhã desta terça-feira como conselheira do Tribunal de Contas do Estado (TCE).  A cerimônia administrativa começou por volta das 8h30 e iniciou com a entrada de Lílian Martins no plenário e a leitura do termo de posse. O governador Wilson Martins não está presente na cerimônia de posse. A nova conselheira fez o juramento de posse, no qual prometeu desempenhar com independência os deveres do cargo.

O conselheiro substituto de Lilian Martins é Jaílson Campelo, que em discurso deu boas vindas e disse que todos da Casa têm certeza que ela está à altura do cargo. Está presente na solenidade o coordenador de Comunicação do Governo, Fenelon Rocha e o secretário de Educação, Átila Lira.  Às 11 horas, o suplente João Madson (PMDB) tomou posse como deputado estadual na Assembléia Legislativa, após renúncia do cargo feita por Lilian Martins.

 

Discurso de Lilian

 

A solenidade foi encerrada com o discurso da nova conselheira. Escrito a mão, ela disse: “Tenho pouco medo das injustiças que possam atingir minha imagem, mas tenho muito medo que essas injustiças que possam abraçar as causas que quero abraçar”.

Lilian afirmou que sempre viu o TCE como um santuário. “Eu nunca imaginei que um dia eu chegasse aqui. Estou em uma nova fase da minha vida e tenho consciência do desafio que vou enfrentar neste cargo, mas me senti extremamente acolhida nesta Casa e isso é muito importante para desempenhar um bom trabalho”, declarou.

Ao final, ela lembrou dos conselheiros Xavier Neto e Jaime Amorim, e ressaltou que se considera uma pessoa “extremamente disciplinada e esforçada. Não vim para inovar, vim para somar”.

Após o discurso de Lilian foi finalizada a sessão de posse e, nas entrevistas, a nova conselheira afirmou que não tem resposta para dar aos críticos de sua imagem e pediu que a sociedade confie na nova conselheira. “Vou explicar mais uma vez, existe o Instituto da Suspensão e o Instituto do Impedimento. Não só aqui, mas em qualquer lugar, se você achar que é parcial poderá abrir mão do julgamento de determinadas causas”, declarou.

 

Fonte: cidadeverde.com

0 Comentário