Portal V1

Lista de inelegíveis do TCE-PI tem três ex-gestores valencianos. Veja nomes

08/12/2015
Tribunal de Contas do Piauí (TCE-PI)

Tribunal de Contas do Piauí (TCE-PI)

O Tribunal de Contas do Piauí (TCE-PI) divulgou, nesta segunda-feira (7), uma lista contendo o nome de todos os gestores que tiveram contas reprovadas ou julgadas irregulares nos últimos 8 anos. A lista contém ex-prefeitos, presidentes de Câmara Municipais e gestores de diferentes órgãos da esfera estadual e municipal. Há nomes ainda de membros do Judiciário e gestores de unidades de saúde, como hospitais. A lista possui ao todo 139 páginas.

Segundo o TCE, todos os nomes citados possuem decisões transitadas em julgado perante a Corte de Contas. A lista será encaminhada para o Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE-PI), conforme determina a lei nº 9.504/97, a chamada Lei das Eleições.

A secretaria das sessões do TCE informou que os gestores que quiserem contestar a lista devem procurar o tribunal. A proposta é atualizar os nomes até o próximo ano para que seja sanado qualquer tipo de erro.

A lista é separada por dois quesitos: irregularidades e desfavoráveis. As irregularidades são relativas a gestões julgadas e reprovadas pelo pleno do TCE. As desfavoráveis são relativas às administrações municipais que tiveram contas julgadas pelas Câmaras.

A lista será usada pelo TRE para monitorar candidatos considerados fichas sujas em 2016, ano de eleições municipais. Quem teve o nome divulgado e concorrer a um cargo eletivo, pode se tornar inelegível por decisão da Justiça Eleitoral.

Na lista do TCE-PI constam nomes de gestores valencianos como o do ex-presidente da câmara de vereadores Gilmar Barbosa, relativa à gestão de 2010, do ex-prefeito Francisco de Assis Alcântara relativa à gestão da saúde em 2010 e a do ex-diretor do hospital regional Eustáquio Portela Jarbas Matias, que apresenta irregularidades na gestão do hospital relativas aos anos de 2008, 2009, 2010 e 2011. Os gestores valencianos estão incluídos nos quesitos irregularidades, ou seja, as contas foram reprovadas pelo pleno do TCE. Clique aqui para ver a lista

Colaboração: cidadeverde.com

Compartilhe

Deixe seu comentário