Portal V1

Prefeitos de Antônio Almeida e Prata do Piauí são cassados

07/02/2011

prefeito de Antônio Almeida, Alcebíades Borges do Rego

A corte do Tribunal Regional Eeleitoral (TRE-PI) julgou nesta segunda-feira (07/02) e decidiu pela cassação, por unanimidade, do prefeito da cidade de Antônio Almeida, Alcebíades Borges do Rego (PSDB). Ele era acusado de abuso de poder político, econômico e de autoridade, captação ilícita de sufrágio (compra de voto) e uso indevido de comunicação nas eleições 2008, pleito em que venceu com 1.175 votos.

Ele agora se torna inelegível por oito anos e pagará multa de R$ 30 mil. O TRE-PI agora decide quando vai acontecer a nova eleição suplementar, de forma direta, para escolha do novo prefeito do município. Com este sobe para 45 o número de prefeitos cassados. Pode ainda recorrer junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Outro prefeito julgado nesta segunda-feira foi o de Cajueiro da Praia, Girvago Albuquerque da Silva (PRB). Ele era acusado de compra de voto, abuso de poder político e econômico. Por unanimidade, a Corte do Regional manteve decisão de 1º grau e negou provimento ao recurso que pedia sua cassação. A absolvição do gestor foi baseada na falta de provas robustas que pudessem levar à cassação.

Os advogados Jarles Max e Josino Ribeiro defenderam o prefeito. Dimas Carvalho fez a acusação. Após o julgamento, ele disse que vai recorrer da decisão, pois entende que os depoimentos das testemunhas dados ao juiz de piso são suficientes para a comprovação do ilícito eleitoral. A cidade de Antônio Almeida tem 7.163 habitantes e 5.524 eleitores.

Dos 224 prefeitos eleitos em 2008, passa para 45 o número de prefeitos que já foram cassados pela Justiça Eleitoral. Alguns ainda se mantêm no cargo por conta de liminar.

Justiça Eleitoral cassa prefeito do município de Prata do Piauí

O prefeito de Prata do Piauí, Ludimar Pereira da Silva (PRB) e seu vice Luis Rodrigues do Nascimento, foram cassados em primeira instância nesta segunda-feira (07/02). Ele foi acusado de capitação ilícita de sufrágio (compra de votos) durante a campanha eleitoral de 2008.

O gestor foi cassado pelo juiz Eleitoral da Comarca de São Félix do Piaui, Jorge da Costa Dourado. A AIME – Ação de Impuganção de Mandato Eletivo já havia sido julgada em primeira instância e ele tinha sido absolvido. Inconformados, a oposição recorreu no TRE-PI, que decidiu pelo retorno dos autos à Comarca de origem. Hoje, o prefeito voltou a ser julgado e desta vez foi cassado.

O juiz determinou o imediato afastamento do prefeito do cargo, assumindo em seu lugar o presidente da Câmara Municipal Franssuelio Melão da Silva (PMDB).

Os advogados de Ludimar Pereira da Silva prometem recorrer da decisão. O prefeito deve impetrar uma liminar para que contiune no cargo até o julgamento do processo em instãncia superior.

O prefeito Ludimar Pereira foi eleito em 2008 com 1235 votos. A cidade de prata do Piauí tem 3.085 habitantes e 3.163 eleitores.

Fonte: 180graus

Compartilhe

1 Comentário

  1. graças a Deus esse Alcebiades foi cassado a população de antonio almeidense ja não suportava mas……

Deixe seu comentário em Anonimo