Portal V1

Mesa de Pedra e mais 30 barragens no Piauí podem está com problemas

14/10/2017

barragem Mesa de Pedra

Em Relatório de Segurança de Barragens (RSB), divulgado pela Agência Nacional de Águas (ANA), 31 barragens do Piauí foram listadas na chamada Categoria de Risco Alto, quanto à situação estrutural e de fiscalização, oferecendo riscos ambientais e principalmente à população. Os dados são relativos a dezembro de 2016.

documento traz ainda informações repassadas pela Secretaria de Meio Ambiente do Piauí (SEMAR), sobre o valor total dos recursos financeiros aplicados pelos empreendedores de barragens, que estão sob fiscalização da secretaria. Entre outubro de 2015 e dezembro do ano passado, a Semar diz ter aplicado R$ 48.345,00. Porém, não informa o valor necessário para investir em segurança nas barragens que fiscaliza no Piauí.

O principal objetivo do relatório é chamar a atenção para o desenvolvimento de planos de segurança e apontar diretrizes para a atuação de fiscalizadores e empreendedores de barragens.

Uma das metas é a implementação de PNSB, que são empreendedores os agentes privados ou governamentais com direito real sobre as terras onde se localizam a barragem e o reservatório ou que explore a barragem para benefício próprio ou da coletividade. A Lei atribuiu a esses atores a responsabilidade de garantir a segurança das barragens.

As instituições fiscalizadoras declararam que 3.691 barragens foram classificadas quanto à Categoria de Risco – CRI, sendo que 1.091 barragens possuem CRI alto. A maioria de barragens com CRI alto encontra-se no Nordeste, preponderantemente na Paraíba (404), Rio Grande do Norte (221) e Bahia (204).

Em relação ao Dano Potencial Associado – DPA, foram classificadas 4.149 barragens, sendo 2.053 com DPA alto, localizadas preponderantemente no Nordeste, mais especificamente na Bahia (300), no Rio Grande do Norte (255) e na Paraíba (219), mas também no Rio Grande do Sul (475) e em Minas Gerais (245). Existem 695 barragens classificadas simultaneamente com CRI e DPA altos. O total de barragens constantes nos cadastros dos fiscalizadores no período de abrangência do RSB 2016 é de 22.920. Neste número incluem-se todos os barramentos conhecidos até o momento, independentemente da existência de autorização ou classificação. 

Colaboração: 180graus

Compartilhe

Deixe seu comentário