Valença do Piauí, 24 de jan, 2022

Noite de autógrafos revela jovens talentos da Literatura Novoorientina

O evento especial ocorreu no dia 20 de novembro de 2021, no colégio Chagas Rodrigues, na cidade de Novo Oriente do Piauí e marcou a culminância do Projeto Viajando na Leitura, que desafiou estudantes a produzirem seus próprios livros.

Não faltou criatividade nas produções e, entre fadas, contos e universos distantes, o Projeto foi criando forma, mobilizando a todas as 13 crianças escritoras. Foi vivenciado um momento mágico com os alunos e seus familiares, nessa Noite de Autógrafos, com a finalização de um projeto e a publicação dos livros .

O Espaço Evoluir almejou este projeto de leitura com o intuito de despertar o prazer pela leitura, percebeu que as crianças e jovens eram capazes de passar para o papel as histórias criadas por eles mesmos e assim esses alunos teriam muito mais entusiasmo na hora de ler. Foi então que eles encontraram o Semeando autores que fez com que este projeto se concretizasse, por meio da parceria que o Espaço Evoluir fez com Semeando Autores.

Semeando Autores é um projeto que nasceu para estimular a leitura e ajudar no desenvolvimento da escrita em sala de aula. Eles acreditam que estimular a leitura e a escrita é algo que ficou em segundo plano para muita gente conectada nas redes sociais, mas que pode contribuir para um mundo melhor. Um mundo com mais empatia, menos preconceito. Mais tolerância e menos violência. Mais igualdade e menos indiferenças. Um mundo com mais amor e menos ódio.

No mundo Semeando Autores, a leitura, a escrita e o livro são o passaporte para começar a transformar as pessoas, seus atos, pensamentos e atitudes. Nossa proposta é semear a paixão pelas palavras, histórias e personagens. Acreditamos que, assim, no futuro, nossos escritores mirins terão melhor capacidade de discernimento ao fazer escolhas na vida.

O primeiro passo foi fornecer a esses alunos referenciais para enriquecer seu repertório. “Trabalhar com muita escrita e muita ilustração, as professoras estavam disponíveis para sentar do lado deles atendê-los de maneira bem individualizada.

As organizadoras do projeto expõe que os estudantes mais jovens têm uma imaginação aflorada e isso transborda na escrita e nas ilustrações dos livros que produzem. “Normalmente os alunos de 9 a 11 anos têm um pé na imaginação muito mais solto e contam histórias de dinossauros, princesas, super-heróis e também têm uma imaginação bem mais ampla nas ilustrações, também têm mais ferramentas linguísticas, mais controle da narração, um repertório maior de palavras”. Já as crianças menores tiveram mais dificuldade, porém muito entusiasmo e dedicação ao produzirem seus desenhos e descreverem suas histórias. 

Este projeto estimulou crianças e jovens a se tornarem escritores com objetivo de despertar o prazer da leitura e aumentar o potencial cognitivo e criativo do aluno, promover o desenvolvimento do vocabulário, favorecer a estabilização de formas ortográficas. E também proporcionar ao aluno um desenvolvimento emocional e social, dando liberdade e autonomia aos estudantes de se expressarem e ilustrarem suas próprias obras literárias.

E com isso, proporcionou a esses alunos escritores uma ampla visão de mundo, fazendo com que eles conheçam a forma de viver, pensar, agir e proporcionando a eles, o contato com seu significado, seu conhecimento de mundo, obtendo assim compreensão e interpretação diversificada.

 As educadoras lembram que para ser um bom leitor a leitura deve começar a se formar desde a primeira infância. E que tanto a escola como a família devem trabalhar com a leitura, incentivando que os estudantes leiam histórias e mostre como aquele livro foi sentido por eles e o que eles absorveu. Pois assim o aprendizado se dá de forma bastante significativa, além do mais, as experiências que cada criança e jovem sente ao ler um livro é bastante diversificado, imagina então ao lerem seus próprios livros, a emoção e a empolgação que fluirá e o prazer que terão ao fazer a leitura de seu próprio livro.

Esses jovens vão ouvir falar muito em currículo ao longo de suas vidas. Esse livro é um primeiro passo do currículo de estudantes e integra a caminhada que constrói o grande percurso profissional”, destacou as organizadoras do projeto, Lucélia Torres e Rafaela Torres.

Orgulho

A professora pedagoga e psicopedagoga, Lucélia Torres, falou em orgulho. “Esse é um momento ímpar para todos os estudantes, para nós professoras e também para as famílias. É muito mais que um livro, é a materialização de um sonho de formar não apenas leitores, mas autores, pequenos grandes escritores”, disse.

Nessa mesma linha, a professora pedagoga e psicopedagoga, Rafaela Torres, falou dos desafios do projeto. “Com a colaboração, cooperação e envolvimento de todos, somos capazes de realizar produções que significam a aprendizagem”, frisou, agradecendo aos estudantes, pais e responsáveis, professora Miridan Santos que muito contribuiu para este projeto, todos os patrocinadores  e todos da equipe Espaço Evoluir. A equipe também agradece a presença dos convidados especiais que enriqueceu ainda mais este evento.

Pois o evento foi contemplado com a presença de autoridades e convidados especiais como: Diácono Evandro representante da Paróquia São Vicente de Paulo; Vereador Agostinho Lopes; Psicopedagoga e parceira do Espaço Evoluir, Miridan Santos; Coordenadora da U. E. Senador Chagas Rodrigues, Deomaria Barbosa da Silva. Diretora da U. E. Dirceu Mendes Arcoverde, Maria do Espirito Santo. O cerimonial ficou a cargo de Wanderson Sérgio da Silva e a ornamentação foi assinada pela LV Decorações (Lindaura Meneses).

Crédito das fotos – Carlos Henrique

0 Comentário