Portal V1

Pesquisas eleitorais já começaram em Valença. Disputa tá próxima

18/04/2015

valençaCom a possibilidade a cada dia mais real da realização de um pleito suplementar em Valença, as lideranças políticas locais começam a se movimentar com ações mais concretas no sentido de saber como o eleitor valenciano está diluindo esse período. Um dos instrumentos mais eficazes nesse aspecto e a realização de pesquisas eleitorais que mede a temperatura do momento e serve como balizamento para remediar os pontos fracos e reforçar as virtudes de cada pré-candidato.

Nessa semana, o eleitor já está recebendo essas visitas dos institutos de pesquisas e na próxima semana já está agendada mais uma com o objetivo de aferir a intenção do eleitor visando o pleito que muitos acreditam que possa ser realizado até o final do mês de maio.

Uma das perguntas importantes desse período é saber a avaliação do eleitor em relação ao nome do pré-candidato, seus pontos positivos e negativos e seu comportamento quando colocado na disputa com seus adversários.

Três pré-candidatos já se colocaram para a pré-disputa com chances reais de suas candidaturas se concretizarem. O prefeito interino Getulio Gomes que disputará o pleito no cargo de prefeito tem as vantagens e desvantagens dessa posição. Seu principal desafio é conquistar seus auxiliares cuja grande maioria foram escolhidos pelo prefeito afastado Walfredo Filho e pelo ex-prefeito Alcântara.

Ielva Melão chega para o pleito com passagens pelo legislativo, onde ocupou por duas vezes a presidência e com uma larga experiência na área da educação. Tem o apoio do ex-prefeito Alcântara e do empresário Marcelo Costa. Seu desafio é assumir uma postura de liderança, postura pouco exigida na disputa para câmara e essencial na conquista de seguidores políticos quando se é o ator principal de uma campanha eleitoral.

Rubens Alencar chega para a sua quarta disputa com boas chances de ter aprendido com os erros anteriores. Costura uma aliança com o PT que pode lhe render o apoio do governador Wellington Dias e terá como cabo eleitoral a vice-governadora Margarete Coelho, que entre seus três desejos, um deles é ver Rubens Alencar prefeito de Valença.

Seu desafio é convencer o eleitor de que está quite com a justiça eleitoral cuja resposta virá apenas com o registro das candidaturas. Toda essa movimentação pode ser interrompida com a posição da Justiça Eleitoral que pode adiar essa disputa ao “inocentar” o prefeito afastado Walfredo Filho.

Walfredo Filho tem dito a pessoas próximas que irá até onde for possível para reverter essa situação. Entre suas promessas está a de se voltar ao poder, fazer uma gestão mais próxima do povo e escrever no livro da historia, não a biografia do primeiro prefeito cassado de Valença, mais sim a de um gestor que conseguiu reverter uma situação adversa.

Compartilhe

Deixe seu comentário