Portal V1

Polícia prende suspeitos de chacina que matou 6 da mesma família no PI

19/08/2015

chacina1_1A Polícia Civil do Piauí prendeu no início da tarde desta quarta-feira (19) quatro homens suspeitos da chacina realizada em Alegrete do Piauí na noite de ontem (18). O crime tem característica de pistolagem. De acordo com o secretário de Seguraça do Estado, Fábio Abreu, mandados de prisão temporária já foram solicitados à Justiça.

“Estão todos detidos na delegacia de Fronteiras, para serem ouvidos. Eles foram detidos porque há alguns detalhes periciais e um histórico que ligam eles às vítimas. Agora vamos buscar comprovar se realmente estão ligados ao crime”, informou o secretário.

Os homens suspeitos, que são moradores da região e têm entre 40 e 50 anos, seriam familiares do monitor do Programa Pró-jovem Campo, George Francisco de Carvalho, 20 anos. Ele foi morto com dois tiros em uma estrada vicinal do município no último dia 7 de junho.

Segundo a polícia, de acordo com as características do local do crime a suspeita é de que os autores do crime fossem conhecidos da família. Isso porque as seis vítimas não reagiram à ação e foram mortas em casa.

 

Matéria original

O comandante geral da Polícia Militar, coronel Carlos Augusto Gomes de Souza, informou nesta quarta-feira (19) que o possível pivô da chacina em Alegrete do Piauí é a estudante universitária Maria do Socorro Carvalho, 23 anos.

Maria do Socorro, conhecida como Galega, é neta do casal de idosos e proprietários da residência onde ocorreu a chacina. Seis pessoas da mesma família foram mortas no povoado Boa Vista em Alegrete do Piauí (a 379 km de Teresina) na noite de ontem (18), com características de execução.

Segundo o comandante, Maria do Socorro, conhecida como Galega, era formada em Pedagogia, Teologia e estaria no 4º período do curso de Direito. “Ela era uma pessoa bem instruída. Há indícios de participação dela em outros crimes, não só nos homicídios, mas a investigação da polícia civil quem vai apontar. Nosso tenente que comanda a região é muito atuante e já conhecia a atuação da Maria do Socorro”, comentou o coronel, completando que o tráfico de drogas por conta da aproximação com o Pernambuco é intenso na região.

Maria do Socorro é suspeita de participação dos assassinatos de Ciamara Ramos, 19 anos, que ocorreu em 2012 e do professor George Francisco Carvalho no mês de junho. O Cidadeverde.com obteve a informação de que Socorro e Ciamara estariam supostamente disputando pontos de tráfico de drogas e por isso Ciamara teria sido morta. Já a morte de George seria porque ele teria testemunhado supostamente contra Socorro, pelo homicídio de Ciamara.

Chacina planejada

Sobre as mortes, o comandante geral acredita que as pessoas não tiveram chance de reagir e que o crime foi planejado. “Na semana passada, estivemos na casa cumprindo mandado de busca, como tínhamos apreendido as armas, foi feito por alguém que tinha conhecimento desse fato e saberia que não haveria reação e matou todo mundo para evitar um reconhecimento no futuro, não queriam deixar pistas”, afirmou Carlos Augusto.

Com o mandado de busca e apreensão, a polícia apreendeu um revólver 38, um ponto 32 e três espingardas de propriedade do Zildo, que é filho adotivo do casal e também foi morto na chacina.

O comandante afirma que a região irá receber 150 policiais nos próximos meses. “Já reforçamos bastante em infraestrutura e estamos deslocando 150 policiais dos 400 formados com o objetivo de combater o tráfico de drogas que é a porta de entrada para outros crimes. O intuito é reforçar as divisas”, destacou.

O promotor de Justiça da comarca de Fronteiras, Edgar Bandeira Filho, falou no Jornal do Piauí que a principal linha de investigação na chacina em Alegrete do Piauí, é de crime de vingança.

Edgar Bandeira confirmou também que já havia um boato de ameaça de mortes ao professor George e a família dele.

O promotor disse ainda que já haviam suspeitas em relação à Maria do Socorro, de que teria sido ela a responsável pela morte de outras duas pessoas, mas não haviam provas. “Há boatos de que o George, antes de morrer, já teria jurado Maria de morte, após o assassinato de Ciamara em 2012”, acrescentou.

Fonte: Cidadeverde

Compartilhe

Deixe seu comentário