Valença do Piauí, 27 de jan, 2021

Prefeitos cancelam eventos festivos devido à seca

No Piauí existem 75 cidades em situação de emergência, incluindo Valença

Vem crescendo muito nos últimos dias, a atitude de prefeitos de varias partes da região nordeste em cancelar eventos festivos devido à crise vivida pela população em relação à forte estiagem registrada nos municípios nordestinos. O cancelamento atinge principalmente os festivais juninos e feiras de negócios. O prefeito do município de Maturéia na Paraíba, Daniel Dantas do PMDB, além de cancelar o festival do Frio na cidade reduziu o próprio salário em 30%.

“Não temos clima para realizar festa com tanta seca e fome no município. Tivemos que adotar no sentido de economizar e podermos aplicar em medidas que ajudem a população”, frisou o prefeito.

Daniel Dantas disse ainda que além da redução do salário e cancelamento da festa também determinou a suspensão de diárias, de novas gratificações e de novos contratos na prefeitura.

No Piauí a seca desse ano é considerada há pior dos 15 anos e já existem 75 cidades em situação de emergência, especialmente aquelas no semi-árido piauiense como é o caso de Valença.

Em Valença o prefeito Alcântara ainda não confirmou oficialmente a realização do festival junino, no entanto já foi anunciada por assessores a verba de R$ 100 mil reais para o evento promovido pela prefeitura municipal. Nessa semana, os vereadores reclamaram que a prefeitura deveria apresentar medidas mais eficazes no combate à seca no município foi citado como exemplo à situação vivida pelos moradores da Serra do Batista que estão sofrendo com a falta d’água.

O decreto de emergência em Valença foi assinado em março, depois de uma reunião com varias lideranças do setor e agentes políticos. Na época o presidente do sindicato dos trabalhadores rurais Devaldo Nunes relatou ao portalv1 as dificuldades enfrentadas pelo homem do campo

“Tivemos uma perca de 80% no plantio do arroz, 90% no milho, 70% no feijão e 70% na área plantada de mandioca, ou seja, dentro de dois anos já teremos esse prejuízo” afirmou. Você é a favor do festival junino em Valença esse ano?

11 Comentários

Karla

Valeça ja triste sem as festa juninas..

07 jun, 2012 Responder

Janaina Silva

Se não tiver o festejo como é que vao ganhar dinheiro com as bandas, aluguel de banheiro, e gerador.

07 jun, 2012 Responder

Paulo

Que bandas????….será que essa administração será tão incompetente de gastar verbas com festas num período desse tão crucial…??? ou você so pensa na sua vida…

09 jun, 2012 Responder

Compreensão

Devemos atentar para o fato que há verbas que se destinam à cultura, eventos e tem também outras que são destinadas para as festas juninas por emendas parlamentares. Não acho justo a não realização de um festival junino, até mesmo porque os recursos são específicos e utilizá-los para outros fins seria desvio de finalidade.
Deve-se buscar recursos municipais, estaduais e federais para o combate a seca que é grave, mas manter os eventos festivos em nossa cidade.

07 jun, 2012 Responder

emilio

um dos melhores evento da cidade de valença ser cancelado, isso ñ e justo a seca ta ai mais o pessoal tem q se divertir mesmo assim, e so contratar bandas da quir mesmo e realizar o evento saber dividir a verbas com a festa e a seca assim satisfaz a todos valencianos.

07 jun, 2012 Responder

Jota Junior

A situação da seca é grave ao invés de gastar dinheiro com festas, vamos combater a seca. Que é de grande importância.

08 jun, 2012 Responder

jose valterno do nascimento

seria muito racional da parte politica em geral ter prioridade para atender aqueles que realmentes estao presisando de agua e alimento ai sim. mas festa vai atender somente ao interece da classe mais favorecida!!!

09 jun, 2012 Responder

Rejane

n e justo acabar com os festivais juninos pois alem de valença n ser um cidade tão desenvolvida vai ficar pior sem a tradiçao n e justo…

09 jun, 2012 Responder

Raimundo da Costa Macedo

Não é justo fazer festa para uma menoria da população enquanto a outra sofre com a falta de alimento e agua… E cidade que busca desenvolvimento investe em oportunidades para população: Saneamento basico, educação, saude, empregos, ação social…Isso sim gera desenvolvimento…

11 jun, 2012 Responder

Raimundo da Costa Macedo

Seca, fome e miseria este é o senario ideal para os politicos insensiveis, aproveitadores, sem amor…! Diante deste fenomeno natural que se repete mais uma vez no Nordeste os mais prejudicado são as pessoas que moram nos interiores, onde só Deus olham por eles.Em relação a estes fatos reais, o que é mais importante para população valenciana é gastar 100 mil reais em festas e deixar que as pessoas afetadas pela seca continuem em dificudades? Ou gastar 100 mil reais comprando alimentos e água para estas pessoas necessitadas.
O que é prioridade hoje para Valença do Piaui é festejar o que?(a falta de emprego, o pessimo serviço oferecido pela saude publica, a falta de assistencia no campo, a misseria do povo, a fome, a seca) é isso que a população de Valença vai festeijar…?

09 jun, 2012 Responder

Paulo

Impressionante como as pessoas pensam primeiro nas diversões..festas…etc.O efeito da seca irá vir ainda maior,então desda população guardar suas economias estão pensando em comemorações,Ou quando 1Kg de arroz tiver custando R$ 5 reais ou feijão R$ 10,e as empresas começarem a demitir por falta de consumidores, quero ver vocês pedirem festa. Quanta ignorância.

09 jun, 2012 Responder