Valença do Piauí, 01 de mar, 2021

Presidente da APPM, Paulo César fala sobre distribuição de vacinas e insumos

Presidente da APPM, Paulo Cesar

O presidente da Associação Piauiense dos Municípios (APPM), prefeito Paulo César Rodrigues, aguarda o plano de logística de distribuição da Secretaria Estadual de Saúde (Sesapi) para saber como ficará a destruição das vacinas Coronavac (contra a Covid-19) aos municípios.  Paulo César confirma apenas que os primeiros a serem vacinados serão os profissionais de saúde. 

“A Sesapi fará a logística e encaminhará para cada regional. São 11 regionais em todo o Piauí. Chegando na região, cada município pegará a sua parte e providenciará aplicar no público-alvo”, diz. 

Paulo César conta que está em constante contato com as equipes da Sesapi para a definição dos grupos de pessoas a serem vacinas. No entanto, o gestor já confirma que os primeiros a receberem as vacinas nos municípios serão os profissionais da saúde que trabalham na linha de frente de combate ao novo coronavírus. 

“Anualmente, há vários programas de vacinação. O município tem essa experiência: basta a vacina chegar.  Chegando ao município, o município providenciará a vacinação. Obviamente, as primeiras doses só serão suficientes para uma parte dos profissionais de saúde, que serão os primeiros a serem vacinados”. 

Insumos

O presidente da APPM ressalta que a Sesapi começou a distribuir as seringas, agulhas e equipamentos de proteção individual para a calendário de vacinação, mas algumas cidades até a tarde desta segunda (18) não tinha recebido os insumos. “Nem todos os municípios receberam, mas deverão receber de hoje para amanhã”.

Medidas restritivas

A APPM estuda uma decisão harmônica entre os prefeitos para que os municípios adotem medidas restritivas até que toda a população seja vacinada. O prefeito Paulo César diz que a medida não é o fechamento completo das atividades econômicas, serão apenas ações pontuais para diminuir as aglomerações, principalmente em bares e festas. 

“A população está ansiosa e esperançosa com a chegada da vacina. Queremos barrar um pouco essa contaminação (do coronavírus) para esperarmos pela vacina; paulatinamente a população será vacinada, mas até a população ser vacinada, vamos ter que restringir pouco mais para evitar a disseminação. Em razão disso, vamos entrar em contato com os prefeitos dos municípios para tomarmos uma medida harmônica com todos para evitar a disseminação e aguardar a vacinação”. 

 

Fonte: cidadeverde

0 Comentário