Portal V1

Qualidade do asfalto do acesso de Valença é discutida.

11/08/2010
Tarzam

Tarzam

Nos últimos dias aumentaram as criticas, principalmente do Poder Legislativo, sobre a qualidade do asfalto do acesso da cidade de Valença. Além da demora injustificável para a conclusão do primeiro trecho da obra, que tem dois km de extensão, os vereadores estão criticando a má qualidade da pavimentação asfaltica.

A obra é fruto de uma parceria direta do prefeito Alcântara com o governador Wilson Martins e que vem trazendo muitos prejuízos para os moradores das áreas atingidas e um desgaste político desnecessário em plena campanha eleitoral para o governador Wilson Martins. Ainda no governo Wellington Dias foi liberada cerca de 4 km de asfalto para dentro da cidade, que nunca foi concluído totalmente, sem falar na péssima qualidade do serviço.

Os vereadores prometem intervir junto ao Ministério Publico para discutir a qualidade dos serviços, bem como o cancelamento da segunda parte da obra que vai até o Riacho Caatinguinha. Nessa discussão, o portalv1 registra o momento em que o intrépido cidadão “Tarzam” foi até a via para constatar o fato e ao pegar no asfalto, o mesmo se dissolveu como mostra o registro fotográfico.

Clic para ampliar

.
Foto: Folhavalençana

Compartilhe

4 Comentários

  1. Álvaro Neto em 11/08/2010 às 11:10

    Isso ai é que chamam de asfalto?

    Parece mais piçarra melada com óleo queimado!!!

    É uma vergonha, depois de tanto tempo pra fazer a reforma da pista, jogarem ai um porcaria dessas e ainda chamar de asfalto

  2. miskoo em 11/08/2010 às 12:53

    O homem mais bonito de Valença do Piauí é o senhor tazam. Quanto ao asfalto é mesmo de péssima qualidade.

  3. Rodrigo Antunes em 12/08/2010 às 21:46

    O asfalto ser ruim não me surpreende. Mas o Tarzam ser especialista em análise asfáltica, isso sim é surpreendente.

  4. José de Arimateas da Silva Lima. em 13/08/2010 às 11:54

    Cada vez que que visito esse site, buscando informações que me causem alegria só me deparo com absurdos.
    Quando será que vamos respirar um ar de felicidade na nossa cidade?

Deixe seu comentário