Valença do Piauí, 29 de fev, 2024

Rosa Weber nega pedido e ex-vereadores de Valença continuam cassados

Presidenta do Tribunal Superior Eleitoral, ministra Rosa Weber

A presidenta do Tribunal Superior Eleitoral, ministra Rosa Weber negou no último dia 25 de outubro um novo pedido dos ex-vereadores de Valença Nonatim Soares, Ariana Rosa, Leonardo Nogueira, Fatima Caetano, Stenio Rommel e Benoni Sousa para retornarem ao Poder Legislativo de Valença.

Os ex-vereadores entraram com um pedido de efeito suspensivo aos recursos extraordinários contra o acórdão do Tribunal Superior Eleitoral que cassaram seus mandatos por fraude eleitoral devido a irregularidades na cota de gêneros das coligações Compromisso com Valença I e II.

Na mesma decisão, o TSE impôs a inelegibilidade ao ex-vereador Leonardo Nogueira e a suplente Antônio Gomes da Rocha que segundo os ministros foram beneficiados diretamente pela fraude.

Em sua decisão, a ministra Rosa Weber disse não vislumbrar nenhuma novidade no recurso e que seria prudente aguardar o exame da admissibilidade dos recursos extraordinários.

“Não vislumbro, portanto, a plausibilidade das razões invocadas, ao menos neste juízo perfunctório. Nessa ótica, entendo prudente aguardar o exame da admissibilidade dos recursos extraordinários. Ante o exposto, indefiro o pedido de efeito suspensivo aos apelos” sentenciou a ministra.

Essa é a segunda tentativa que os vereadores cassados de Valença tentam reverter a decisão. Na primeira quinzena de outubro, o ministro do Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux já havia negado medida cautelar para suspender a cassação a decisão do TSE.

0 Comentário