Valença do Piauí, 27 de jul, 2021

Rubens Alencar pede direito de resposta a FM Cidade

Rubens Alencar

O presidente da Fundação Raul Alencar, Rubens Alencar esteve nesta quarta-feira (08) na FM Cidade respondendo ao prefeito Alcântara, que na semana passada havia dito na emissora do seu genro, que a prefeitura tinha realizado um serviço de limpeza no residencial conforme determinado pelo Ministério Publico e que a partir daquele momento as responsabilidades de manutenção do residencial seriam da Fundação Raul Alencar e da Caixa Econômica.

Diante da atribuição dada pelo chefe do Executivo, que deixou transparecer na entrevista, que a determinação do Ministério Publico era apenas para que a prefeitura resolvesse o problema da limpeza do residencial somente naquele momento e não para que a mesma assumisse de vez suas responsabilidades com os moradores do residencial em retribuição ao pagamento a prefeitura do IPTU e de outros impostos por parte das famílias do residencial a prefeitura municipal.

Rubens Alencar lamentou a fala do prefeito em se esquivar de assumir suas responsabilidades de gestor municipal, que foi eleito para administrar a cidade sem discriminar seus moradores por residirem em casas populares construídas por pessoas ou ONGs sem o controle gerencial do grupo político da prefeitura.

Ele enalteceu a Câmara Municipal que vem através dos seus vereadores vem tentando resolver o problema, mais que vem sempre esbarrando na má vontade do Executivo Municipal. Ele reafirmou a intenção de continuar realizando outros projetos, mais que infelizmente sempre encontra dificuldades por parte da prefeitura municipal. “Temos um conjunto de 200 casas para serem construídas no interior, mais para a minha tristeza já existe varias denuncias na Caixa Econômica feitas pela prefeitura contra a construção, porem estamos crente que o caminho é esse” disse.

A ida do presidente da Fundação Raul Alencar a FM Cidade só foi possível graças à ameaça do presidente de entrar na Justiça para poder exercer o direito de defender a Fundação Raul Alencar, que segundo o mesmo foi exposta pelo prefeito municipal. Inicialmente o radialista Erismar Leite tentou um entendimento com o presidente para que a entrevista fosse gravada, mais foi convencido pelo presidente sobre seus direitos na matéria. Ao final ele perguntou se dava para ele conceder o tempo ou se haveria necessidade de entrar na Justiça.

Durante a entrevista não foi citado os bastidores do direito de resposta. Para o publico foi passada apenas idéia de que o programa é um exemplo de democracia. Durante a fala do presidente Rubens Alencar houve interrupção da entrevista por “problemas técnicos” na emissora.

0 Comentário