Valença do Piauí, 27 de jul, 2021

Steve Jobs e a Apple

Steve Jobs muito debilitado

Tanto os que apreciam tecnologia, como aqueles que admiram grandes líderes corporativos, tem em Steve Jobs um ícone. O mentor de uma revolução tecnológica, força criativa por trás dos aparelhos Mac, iPod, iPhone e iPad, anunciou ontem sua saída do cargo de CEO da Apple, após sete meses de licença médica travando luta contra uma doença que o acomete desde 2004.

O sucessor de Steve Jobs, na segunda maior empresa do mundo, será Tim Cook diretor operacional que já ocupava o cargo interinamente. As ações da Apple caíram mais de 5% após o anúncio.

Investidores entenderam que o afastamento de Jobs pode abrir novas janelas de oportunidades para os rivais da empresa, com isso, ações de concorrentes como a Samsung se valorizaram.

Steve Jobs ficou conhecido por sua rivalidade com Bill Gates dono da Microsoft. Não é por outro motivo que o MAC não rodava a plataforma Windows. A relação entre as empresas virou elemento cultural do setor tecnológico, disputa que muitas vezes chegou aos tribunais.

Esta relação intensa foi retratada no filme ‘Piratas do Vale do Silício’, que aborda a biografia dos magos da tecnologia e de seus impérios. Apesar de um passado de brigas, anterior até mesmo à fama de ambos, atualmente ão bons amigos e suas empresas se tornaram parceiras.

A aposentadoria forçada de Jobs é uma evidente perda para a humanidade. Mais que idéias e avanços que facilitam a vida e as realizações dos indivíduos deixa registrado o exemplo de sucesso, a trajetória de superação constante e a maneira de ver o mundo que serão lembrados por gerações e que se encontram registrados em seus livros e pensamentos.

“Lembrar que estarei morto em breve é a ferramenta mais importante que já encontrei para me ajudar a tomar grandes decisões. Porque quase tudo, expectativas externas, orgulho, medo de passar vergonha ou falhar, caem diante da morte, deixando apenas o que é importante. Não há razão para não seguir o seu coração.” Steve Jobs.

 

Fonte:aeiou

0 Comentário