Portal V1

Vereadores de Valença realizaram mais uma sessão. Veja detalhes

06/02/2017

Câmara de Vereadores

A Câmara de Vereadores de Valença do Piauí esteve reunida na ultima sexta-feira (3), em mais uma sessão ordinária. A sessão contou com presença de todos os onze vereadores e de um bom publico que mais uma vez acompanhou a sessão presidida pelo vereador Nonatim Soares.

No inicio da sessão, o vereador Lucivaldo Monteiro pediu a dispensa da leitura da ata da sessão anterior, solicitação que foi contestada pelos vereadores Rubens Alencar e Iris Moreira que defenderam a importância da leitura para dar maior transparência aos vereadores e ao publico presente dos assuntos discutidos.

Os vereadores afirmaram que ficaria difícil aprovar a ata sem o conhecimento do seu conteúdo, uma vez, que a Mesa Diretora não vem cumprindo o Regimento Interno que determina que a ata precisa estar 24 horas antes da sessão a disposição dos vereadores para possíveis ressalvas. Colocada em votação a solicitação dos vereadores não foi seguida pela maioria.

No grande expediente, o vereador Rayonardo Mendes apresentou requerimentos solicitando da Secretaria de Obras que veja junto à construtora responsável pela construção do calçamento entre as ruas João Ferri e Edmundo Soares, a melhor maneira de corrigir os buracos que estão aparecendo. O vereador afirmou que a obra foi feita pelo governo do estado há pouco dias e já apresenta problemas.

Ele também pediu providencia a Secretaria de Obras para ver junto a Eletrobrás as constantes quedas de energia no entorno da Avenida 15 de Novembro e Manoel Vitorino que vem causando prejuízos aos moradores e comerciantes da região.

A ligação da extensão da rede de energia na Rua Vanessa Meneses no Bairro Novo Horizonte também foi solicitada pelo vereador, assim como a colocação de sinalização semafórica nos entroncamentos entre as ruas Cicero Portela e Professor João Soares “Avenida Brasil” e Coronel Aníbal Martins e Avenida Brasil.

O vereador Renato Batista aprovou requerimento solicitando da Secretaria de Obras que providencie o restabelecimento da energia publica nas comunidades Palmeirinha e Fumal. O vereador destacou que o problema vem afetando as comunidades, inclusive na parte esportiva vista que a quadra da comunidade também está às escuras.

Com a palavra, o vereador Lucivaldo Monteiro pediu a Secretaria de Obras à construção de um redutor de velocidade na Rua Coronel Aníbal Martins, próximo a Praça Norberto Dino Barbosa. Segundo o vereador, o redutor de velocidade se faz presente, tendo em vista, a grande quantidade de acidentes registrados no local.

Leilivan Martins solicitou o conserto do esgoto na Rua Cicero Portela ao lado do Colégio Maria Antonieta. O vereador afirmou que as famílias que residem no local, assim como os proprietários de bares e lanchonetes estão reclamando do mau cheiro.

O vereador pediu ainda que a Secretaria de Obras resolva o problema da iluminação da Avenida Joaquim Manoel no percurso até o IFPI. De acordo com Leilivan Martins, a iluminação dará maior segurança aos estudantes e pessoas que utilizam o local para caminhada.

Os parlamentares também aprovaram Moção de Pesar aos familiares do Padre Marques que faleceu no ultimo dia 1º de fevereiro. A moção foi apresentada pela vereadora Fatima Caetano e subscrita pelos demais parlamentares.

A vereadora Ariana Rosa apresentou requerimento solicitando da Secretaria de Obras, a construção de um redutor de velocidade na comunidade Ponta D’água, o redutor segundo a parlamentar se faz necessário devido à trafegabilidade da comunidade, onde moram cerca de 60 famílias.

Os vereadores Iris Moreira e Rubens Alencar apresentaram requerimento em conjunto pedindo informações sobre o itinerário do trator da Secretaria de Obras que está destinado à aração de terras aos pequenos agricultores. De acordo com os vereadores, a Casa precisa saber a relação das famílias beneficiadas com o a aração e se o mesmo não está sendo desviado para outras funções nesse momento, onde o homem campo está preparando a terra.

Os dois vereadores também subscreveram uma Moção de Repúdio destinado à prefeitura municipal que segundo os vereadores cortou sem nenhuma justificativa por inscrito, os repasses da contribuição sindical dos servidores municipais, filiados ao Sindicato dos Servidores Municipais de Valença do Piauí. O tema foi o mais discutido da sessão.

Seus autores afirmaram que a prefeita Ceiça Dias se recusou a receber o presidente Carlos Wagner e que a moção tinha o objetivo de mostrar a insatisfação do Legislativo e fazer com que a prefeita recebesse o sindicato para abrir os canais de negociação entre as partes. Íris Moreira e Rubens Alencar afirmaram que essa contribuição já é feita há quase 20 anos, inclusive pela prefeita quando era secretaria. Para ele esse rompimento não prejudica o presidente e sim a todos os associados.  

A líder do governo, vereadora Fátima Caetano falou da liberdade sindical dos servidores, no entanto afirmou que pelo teor da moção ela não tinha o objetivo de abrir os canais e sim de repudiar a gestão municipal por isso indicava sua reprovação por parte da bancada que terminou reprovando por 09 votos a 02 a moção e a tentativa de convocar o presidente para a próxima sessão que ainda pode ser feita por inscrição como lembrou a vereadora Ariana Rosa.

O vereador Stênio Rommel aprovou requerimento verbal pedindo a formação de uma equipe com membros com especialidades na recuperação de calçamento, meio fio, tapa buracos para atuar em pequenos reparos na cidade.

Para o vereador apesar da crise a Secretaria de Obras precisa disponibilizar essa equipe para resolver esses problemas pontuais. Ele aproveitou e pediu que os colegas tentassem diminuir as discussões em plenário que não estão chegando a lugar nenhum e só prejudica o andamento das sessões. Com exceção da Moção de Repúdio e da convocação do presidente do sindicato todos os demais requerimento foram aprovados.   

Compartilhe

1 Comentário

  1. João Raimundo em 07/02/2017 às 10:40

    E pega Fogo Cabaré!!! kkkk a situação vai deitar e rolar nesses 4 anos do legislativo Municipal !!! enquanto os eleitorado de VALENÇA não souber o quê é política, vai ser sempre assim!!! Primeiramente a oposição enfraquecida só com 2 vereadores, que este eu sei quê são da oposição a VEREADORA FRANCISCA ÍRIS e o VEREADOR RUBENS ALENCAR… Mais 2 andorinhas só não fará verão nunca!!! Seu Leilivan se vendeu, seu Lucivaldo também, RAIONARDO nem cheira e nem Fede, e os outros todos mamando na prefeitura!!! Então resumindo VALENÇA mais uma vez não tem Câmara Municipal e isto ja faz muito tempo!!! Taí população Valenciana o quê a maioria escolheu pra seus 4anos futuro se é quê vai haver futuro eu particularmente não acredito… Mais fazer o quê ?
    Só posso dizer isto “PEGA FOGO CABARÉ”

Deixe seu comentário