Portal V1

W. Dias cobra mais rigor na análise de exames psicológicos de concursos

28/12/2017

O governador Wellington Dias (PT) se pronunciou pela primeira vez sobre o caso do soldado Aldo Luís Barbosa Dornel, acusado de matar a menina Emily. Ele foi reprovado no exame psicológico no concurso de 2010, mas conseguiu a vaga através de liminar na Justiça. Segundo Dias, é preciso ter mais rigor na análise destas ações.

A declaração foi feira em entrevista nesta quinta-feira (28). O governador cobrou mais rigor na análise de ações contra exames psicológicos de concursos e afirmou que já está buscando um entendimento entre o secretário de Segurança Pública (capitão Fábio Abreu); o Comando-Geral da Polícia Militar e o Poder Judiciário com o objetivo de solicitar dos magistrados mais cautela na análise de ações ajuizada por candidatos reprovados em exames psicológicos, principalmente nos certames para ingresso nas corporações policiais.

“Nós estamos falando de alguém que é autorizado a portar uma arma, então o cuidado é mais do que redobrado do que com qualquer servidor”, ponderou Dias.

Ainda segundo ele, o Estado adotará todas as medidas necessárias para tratar resolver o crime cometido pelos militares. “Quero dizer que o Estado adotará todas as medidas necessárias para tratar o crime, um crime que não se justifica”.

 

Compartilhe

Deixe seu comentário