Valença do Piauí, 09 de dez, 2021

Wilson anuncia substitutos de secretários do PT e do PTB

governador Wilson Martins
governador Wilson Martins

Em visita a obras na ponte Juscelino Kubitcheck, em Teresina (PI), o governador Wilson Martins (PSB) anunciou mudanças no secretariado, com a saída de gestores do PT e PTB. Pelo menos cinco substitutos estão definidos.

Para o lugar de Merlong Solano, deputado estadual do PT que saiu na semana passada da Secretaria das Cidades, foi indicado João Alberto Monteiro, ex-secretário de Planejamento na gestão de Elmano Férrer (PTB) na Prefeitura de Teresina.

Foi confirmada a saída de Francisco Guedes (PT) da Secretaria de Assistência Social e Cidadania (Sasc). Para o seu lugar, foi indicada Meire Santos, chefe de gabinete da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR).

Romildo Mafra, hoje no Palácio de Karnak, vai para a Secretaria Estadual para Inclusão da Pessoa com Deficiência (Seid), no lugar de Helder Jacobina, indicado pela deputada estadual Rejane Dias (PT).

O deputado José Neri, o Nerinho (PTB), sai da secretaria de Turismo e volta para a Assembleia Legislativa. No seu lugar, fica Marco Bona, que acumulará a Secretaria Executiva da Junta Comercial.

Ex-controlador geral do Estado e ex-presidente da Agespisa, Antônio Filho vai para a agência Piauí Fomento no lugar do petista Antônio Neto.

Para a Fundação Cultural do Piauí, Wilson Martins ainda aguarda o retorno do deputado estadual Fábio Novo (PT), que está viajando, para discutir a situação da pasta. Uma conversa também definirá o futuro do deputado estadual Henrique Rebelo (PT) na Secretaria de Justiça.

Outra indicada pelo PT, Bárbara Melo, presidente da Fundação de Âmparo a Pesquisa do Piauí (Fapepi), já sairá do cargo para assumir a vice-reitoria da Universidade Estadual do Piauí (Uespi).

Negociações

Wilson Martins explicou que ainda não conversou com o senador Wellington Dias (PT), que se aliou com o senador João Vicente Claudino (PTB) para as eleições de 2014.

“O senador decidiu abandonar a base, discrepar de todos os partidos que ajudaram a elegê-lo e se juntou com adversários que criticam o projeto que ele ajudou a criar para desenvolver o Piauí”, criticou o governador, que reafirmou o interesse de continuar no cargo até o fim do mandato.

Fonte: cidadeverde

0 Comentário