Portal V1

Acima da Lei.

03/05/2009

Repercutiu positivamente a entrevista do juiz eleitoral Dr. José Wagner Linhares aos meios de comunicação, na entrevista o magistrado solicitou que as testemunhas que se sentirem coagidas devem procurar a justiça ou a policia para denunciar a tentativa por parte de pessoas ligadas as coligações de Valença. Um dia após a entrevista do magistrado, uma testemunha arrolada pela coligação Coragem de Fazer (Rubens Alencar) denunciou que foi procurada por um secretário da prefeitura, que a ameaçou. No B.O (boletim de ocorrência) registrado na delegacia de policia, a testemunha relatou a seguinte conversa ocorrida dia 27/04, um dia antes da audiência:

SECRETÁRIO> você sabe que dia é amanha?;

 TESTEMUNHA> Sei sim senhor;

SECRETÁRIO> é rapaz tu vai para qualquer lugar, ai quando for umas duas horas da tarde, tu volta, é o tempo que tem terminado o depoimento, ai eu te dou o dinheiro da gasolina da moto.

A testemunha relatou que o secretário afirmou que caso ele depusesse ele poderia ser preso, esse argumento foi suficiente para que a testemunha desistisse de depor contra o prefeito municipal.

Outras três testemunhas deram entrada no Ministério Público Eleitoral com uma “Queixa Crime” contra um dos advogados do prefeito Alcântara por “QUEBRA DE SIGILO E FALTA DE DECORO”. Segundo o documento, após a audiência do dia 02 de abril, um dos advogados foi entrevistado em uma emissora pertencente a familiares do prefeito e expuseram o conteúdo do depoimento das testemunhas quase que na integra com o objetivo de ridicularizá-los e humilhá-los, inclusive com o relato de fatos inexistente nas audiências.

De acordo com o documento a entrevista visava intimidar as testemunhas e seus familiares, além de gerar impacto diante da opinião publica e influenciar outras pessoas a não contribuir com a justiça. O documento lembra ainda que os depoimentos estão sendo apurado em segredo de justiça. Uma dessas testemunhas que não quis se identificar disse à reportagem que após a entrevista do juiz criou coragem para denunciar a coação eleitoral “minha família está abalada com essas ameaças, vou fazer minha parte, espero que o juiz de posse dessas denuncias faça a sua e puna essas pessoas pois ninguém está acima da Lei” disse.

Compartilhe

Deixe seu comentário