Valença do Piauí, 04 de dez, 2021

Agricultores de Pimenteiras e Lagoa do Sitio irão participar de intercambio

Escola de Formação Paulo de Tarso (EFPT)
Escola de Formação Paulo de Tarso (EFPT)

Com o objetivo de contribuir com o processo de formação e mobilização para a convivência como o Semiárido, a Escola de Formação Paulo de Tarso (EFPT), em parceria com o Centro de Habilitação e Apoio ao Pequeno Agricultor do Araripe (CHAPADA), realizará um intercâmbio interestadual, em Pernambuco. O evento vai fomentar a troca de conhecimentos tradicionais locais e saberes científicos, além da difusão de práticas agroecológicas de manejo da caatinga, de cultivos em quintais, nas roças de sequeiro e na criação de pequenos animais.

O intercâmbio acontecerá de 30 de agosto a 01 de Setembro, no território da Chapada do Araripe (PE). Trinta e quatro agricultores/as oriundos dos municípios piauienses de Tanque do Piauí, Ipiranga, Pimenteiras e Lagoa do Sítio, além de estudantes da Escola Família Agrícola (EFA), e representantes de comissões municipais do P1+2, participarão do evento.

Durante os três dias, os agricultores/as terão a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre a realidade do semiárido brasileiro, considerando a biodiversidade, a diversidade produtiva, cultural e social das comunidades.

Além disso, poderão identificar, trocar e difundir sementes tradicionais crioulas de espécies vegetais e de animais na perspectiva do resgate e valorização do patrimônio genético do semiárido brasileiro, bem como, conhecer as tecnologias de captação e armazenamento de água de chuvas e as implementações de caráter produtivo na produção, consumo e comercialização de alimentos agroecológicos.

As atividades de intercâmbios fazem parte do Programa Uma Terra e Duas Águas (P1+2), da ASA, cuja finalidade é ir além da captação de água de chuva para o consumo humano, avançando para a utilização sustentável da terra e o manejo adequado dos recursos hídricos para produção de alimentos (animal e vegetal), promovendo a segurança alimentar e a geração de renda.

Legenda foto: Visitantes vão conhecer experiências de convivência com o Semiárido.

Por Jucilene Silva

Comunicadora Popular da ASA

0 Comentário