Portal V1

Animais Sacrificados.

20/05/2009

     Está acontecendo em Valença do Piauí, uma coisa muito complicada no sentido do entendimento pratico da saúde do povo e a saúde animal, é que a população reclama dos vários cães (cachorros) soltos em nossa cidade, temos aqui muitas pessoas com a chamada verme de cachorro e até (calazar) acometendo os moradores de vários bairros, só que muitas pessoas estão reclamando que os senhores que trabalham na carrocinha, estão pegando os cães e os mesmos são sacrificados sem que o exame seja feito nesses animais para saber se estão doentes ou não e assim a professora Marlene Tenório disse ao Alencarnet que ela e um grupo de pessoas estiveram com o secretario de saúde de Valença para debater o tema, a professora disse também que existem animais que os donos não fazem conta alguma e em Valença do Piauí são muitos animais soltos nas ruas, bairros e até no centro da cidade sem que até agora a secretaria de saúde não tomou providencias.  

Você sabia que os animais têm os seus direitos?

      Da preocupação com os animais e em geral com a relação entre eles, nós e o meio em que vivemos, restam algumas vozes que clamam lúcidas, em favor da Natureza, certas de que todos os seres vivos têm o mesmo direito à existência. Mas devido ao “pouco caso” em que nos encontramos, há que se perguntar se os animais possuem efetivamente, direitos.
      A resposta será negativa, até porque a lei os considera, de um lado, meros objetos materiais da conduta humana; de outro, propriedade particular ou da Nação. Na verdade, a questão é ético-moral. Preservar a vida animal significa antes de tudo proteger o habitat terrestre. Não se pode mais tolerar, no estágio em que se encontra a civilização humana a ocorrência de crueldades contra bichos indefesos ou atentados à fauna da terra.
      Declaração universal dos direitos dos animais, em Assembléia da UNESCO na cidade de Bruxelas, Bélgica, em 27 de Janeiro de 1978.

ARTIGO 1
Todos os animais nascem iguais diante da vida e têm o mesmo direito à existência.

ARTIGO 2
a) Cada animal tem direito ao respeito.
b) O homem, enquanto espécie animal, não pode atribuir-se o direito de exterminar os outros animais ou explorá-los, violando esse direito. Ele tem o dever de colocar a sua consciência a serviço de outros animais.
c) Cada animal tem o direito à consideração, à cura e à proteção do homem.

ARTIGO 3
a) Nenhum animal será submetido a maltrato e atos cruéis.
b) Se a morte de um animal for necessária, deve ser instantânea, sem dor nem angústia.

ARTIGO 4
a) Cada animal que pertence a uma espécie selvagem tem o direito de viver livre no seu ambiente natural terrestre, aéreo e aquático e tem o direito de reproduzir-se.
b) A privação da liberdade, ainda que para fins educativos, é contrária a esse direito.

 

Compartilhe

Deixe seu comentário