Valença do Piauí, 25 de out, 2021

Associação dos Magistrados emite nota de apoio ao juiz Dr. Juscelino Norberto

Dr. Juscelino Norberto da Silva Neto juiz eleitoral

A Associação dos Magistrados Piauienses (AMAPI) emitiu nota de apoio ao juiz Dr. Juscelino Norberto da Silva Neto, que teve seu nome envolvido nas redes sociais com insinuações que suas decisões teriam motivações politicas em favor da oposição. 

A AMAPI afirmou em nota (veja abaixo), que o magistrado conta com total e irrestrito apoio da associação, assim como informou que já acionou a Polícia Civil e Polícia Militar e o Tribunal Regional Eleitoral do Piauí, bem como acionará a Polícia Federal, visto que o Magistrado também atua como juiz eleitoral com o objetivo de apurar a origem das montagens classificadas como fatos criminosos de autoria de milícias digitais que atingem não apenas o Magistrado, mas todo o Poder Judiciário do Estado do Piauí.

Veja a nota na integra.

Em virtude da disseminação de mentiras (fake news) contra o Juiz Juscelino Norberto da Silva Neto, da Comarca de Valença do Piauí, especialmente no aplicativo de mensagens WhatsApp, a Associação dos Magistrados Piauienses, para o bem da verdade e fiel esclarecimento da sociedade, vem a público esclarecer:

O Juiz Juscelino Norberto da Silva Neto conta com total e irrestrito apoio da AMAPI, que manifesta seu mais veemente repúdio ao comportamento de pessoas que insistem em divulgar e repassar mensagens falsas, aproveitando-se do acirramento político para atingir a honra do Magistrado e confundir ainda mais a população.

A AMAPI já acionou a Polícia Civil, a Polícia Militar e o Tribunal Regional Eleitoral do Piauí, bem como acionará a Polícia Federal, visto que o Magistrado Juscelino Norberto da Silva Neto também atua como juiz eleitoral.

Assim, todos os órgãos competentes já estão diligenciando no sentido de apuração imediata e devida dos fatos criminosos, para o esclarecimento dos ataques e para a punição dos responsáveis por essas verdadeiras milícias digitais, que atingem não apenas o Magistrado, mas todo o Poder Judiciário do Estado do Piauí.

São ataques planejados que vinculam a imagem do Juiz Juscelino a determinado partido político e visam colocar em dúvida a sua reputação, o qual não é vinculado, muito menos filiado, a qualquer agremiação partidária, atos vedados ao exercício do cargo de Magistrado, conforme Lei Orgânica da Magistratura Nacional.

A AMAPI reforça que tal fato calunioso servirá de base para o requerimento de medidas judiciais para salvaguarda da honra do associado.

A AMAPI frisa, por oportuno, que criar, disseminar e compartilhar Fake News é crime!

Por fim, ressalta que os Magistrados do Piauí não se curvarão às ameaças de quem apenas pretende macular e manchar a imagem da Justiça, simplesmente por se sentirem contrariados com uma eventual decisão judicial.

Leonardo Brasileiro

Presidente da AMAPI

0 Comentário