Valença do Piauí, 09 de dez, 2021

Bandidos assaltam no Parambu e fogem rumo a Pimenteiras

Blitz na P1 120
Blitz na P1 120

A Polícia Militar do Piauí fechou a divisa com o Ceará na região do município de Pimenteiras, distante 252 quilômetros de Teresina (PI). O motivo foi a possibilidade de fuga de assaltantes que incendiaram três carros e destruíram uma agência bancária no município de Parambu (CE), nesta sexta-feira (31).

Em Parambu, os bandidos, armados com fuzis, teriam incendiado uma Hilux, um carro da polícia e um Polo de propriedade de um vereador. Não há confirmação do valor levado pelos assaltantes.

Funcionários do banco Bradesco, um segurança e três policiais foram tomados como reféns, segundo o site Tribuna do Ceará. Oito pessoas foram levadas, e liberadas horas depois em um povoado, onde o carro foi incendiado.

O coronel Lindomar Castilho, comandante de policiamento do interior do Piauí, confirmou que aproximadamente 20 homens estão ajudando a polícia do Ceará nas buscas aos assaltantes. A quadrilha teria entre 12 e 15 integrantes. Bloqueios nas rodovias foram feitos para tentar interceptar os bandidos, após parte da quadrilha supostamente ter sido vista na região.

A notícia gerou temor em Pimenteiras. Apesar do Coronel Castilho confirmar ao Cidadeverde.com que a ação ocorre longe da zona urbana, comerciantes teriam fechado seus estabelecimentos temendo o pior.

Na divisa do Piauí com o Ceará, atual homens do grupamento de polícia de Pimenteiras, Força Tática de Picos e Companhia da Polícia Militar de Valença.

Fonte Cidadeverde

3 Comentários

Felipe Campos

Muito inteligente,4 policiais fazerem um cerco contra 15 assaltantes muito bem armados!!!!

02 jun, 2013 Responder

Rodolpho Figueiredo.

não têm policiais no Piaui, e os que há são amplamente despreparados.

03 jun, 2013 Responder

Marlene Tenório

Parabenizo á ação da polícia em prender um dos bandidos do assalto de Parambu. Assustei-me em ssber q estava escondido em Valença e no Ba Morada Nova. Imagino a aflição dos moradores. Espera-se q a brandura das leis não solte este homem tão cedo. A maioria destes meliantes já tem passagem pela polícia e a justiça os libera para cometer os mesmos crimes.Precisa-se endurecer as leis brasileiras para os inocentes trabalhadores terem paz.

05 jun, 2013 Responder