Portal V1

Combate a febre aftosa valoriza rebanho e favorece a economia do Piauí.

21/07/2009

Na campanha contra a aftosa no primeiro semestre de 2009, o Piauí conseguiu atingir a meta de mais de 90% de gado imunizado. Com isso, o estado pode deixar a zona de risco desconhecido, para a ingressar na zona de risco médio.

Essa confirmação, poderá vir no mês de agosto, quando uma auditoria classificatória do Ministério da Agricultura vem ao Estado analisar todos os itens fundamentais para a mudança de nível. De acordo com superintendente do Ministério da Agricultura no Piauí, Aurino Guimarães, o Piauí está preparado para essa auditoria “Estamos acompanhando os trabalhos e consideramos que o Piauí está preparado para sair da zona desconhecida e manter o índice de vacinação”, afirma.

O parecer será dado cerca de 15 dias após a visita. Saindo do estado de risco desconhecido para a categoria de risco médio, o Piauí poderá comercializar seu rebanho para outros estados, com um preço superior. Atualmente, o rebanho piauiense é pouco valorizado por não poder ser comercializado nem participar de feiras agropecuárias e exposições em outros Estados.

A partir da mudança do estado sanitário, os proprietários rurais poderão voltar a investir no Piauí. “Alguns fazendeiros deixaram de investir no Piauí, porque não tinham como comercializar seu rebanho fora. Agora, podemos esperar que eles retorne ao nosso estado, não só da parte animal, como a parte vegetal” declara Aurino.

Dada a mudança, o rebanho bovino piauiense poderá, inclusive, dobrar o valor. Um garrote [gado pronto para reprodução] comprado no Piauí por R$ 400, vale até R$ 800 na Bahia. Isso fará o setor agropecuário no Piauí crescer em 50% e o estado que já é referência no rebanho caprino poderá movimentar a economia e ser referência no rebanho bovino.

Fonte: portal AZ

Compartilhe

1 Comentário

  1. Mário Sérgio em 24/07/2009 às 11:16

    Ele só sabe é gastar o dinheiro público comfarras. Não é atoa que o netinho ja se encrencou uma vez com a justiça.
    E por falar em justiça, cadê a justiça de Pimenteiras que fecha os olhos para o nepotismo que está acontecendo aí?
    É bom a população se informar melhor sobre os seus direitos.

Deixe seu comentário