Valença do Piauí, 06 de ago, 2021

Construção de creche causa polêmica.

crecA construção de uma creche do Programa Pró-infância na Rua Professor João Soares tem sido motivo, nos últimos dias, muita polêmica em Valença. A obra orçada R$ 940 mil reais é fruto de um convênio entre o município e o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e atenderá crianças de zero a seis anos em tempo integral. A polêmica em relação à obra foi criada por causa de um suposto erro de medição do terreno por parte da prefeitura.

O terreno disponibilizado para a construção fica ao lado do Crovapi Clube, que só após o inicio a construção foi constatado que o mesmo era pequeno demais para a creche. Com essa constatação e com o convênio já assinado, a única alternativa era invadir a rua que de fato foi o que aconteceu.

A invasão causou muita polêmica na rua e chegou até o Parlamento Municipal. No plenário os vereadores criticaram o fato da prefeitura invadir a rua sem pedir ou informar ao parlamento “com essa desinformação a população reclama da nossa atuação parlamentar” resumiu o vereador Tico Adriano.

O presidente Gilmar Barbosa disse que o prefeito deveria ter ido a radio para informar a população sobre a invasão da rua “como não houve essa publicidade, a população e os vereadores ficam sem saber a historia real” reclamou o presidente.

O portalv1 conversou com o secretário de obras Antônio Gomes que informou que ao contrario do que vem sendo comentado a Secretaria de Obras não errou na medição do terreno “informamos ao prefeito que o terreno não era suficiente, mais ele disse que não tinha problema, o importante era não perder a obra” afirmou. E você o que acha dê sua opinião.

O secretario informou ainda que será construída uma passagem para pedestre “iremos construir uma passagem panorâmica no local para os pedestre vai ficar muito bonita” disse.

.
18 Comentários

leandro

Por uma parte vai ser boa a implatação da creche, mas, por outra a rua não vai dar passar nem um caminhão.

14 maio, 2010 Responder

Mauricio Jones

…E assim Valença continua a passos de tartaruga em direção ao progresso.

14 maio, 2010 Responder

Alisson Araújo

Meu Deus! só pode ser mesmo em Valença. Em outra cidade isso seria motivo para intervenção do MP. Invadir uma rua porque não tiveram competência para mensurar um terreno. Estamos bem representados!!! Se não fosse uma piada de mau gosto, eu iria rir muito.

14 maio, 2010 Responder

Fernando

essas coisas só acontecem em Valença mesmo, que ridículo fechar praticamente metade da rua!!!!!!

14 maio, 2010 Responder

Prof. Daniel

Não será muito viável a redução da via, mas se é por uma boa causa poderia até invadir o estádio. Seria muito mais útil.

14 maio, 2010 Responder

adriana

com tanto terrenos disponíveis, porque causar desconforto do trajeto da população q usa a referida via?

15 maio, 2010 Responder

Everton Xavier

Não consigo entender o rumo que Valença está caminhando, é um absurdo a falta de organização, de planejamento, de sensibilidade política da prefeitura municipal, são funcionários atrasados, professores em greve, falta de investimentos, uma saúde e uma educação debilitada, uma administração familiar, seja no aluguel de imóveis ou carros etc. E o que é pior uma imprensa radiofônica vendida que fecha seus olhos para manter o dinheiro da cerveja do final de semana, sem falar na justiça e do ministério publico que se omitem de tudo. Isso é uma vergonha.

15 maio, 2010 Responder

Neto Nunes

mas tudo em valença pode alem desta invasão da rua prof. joão soares, teve o caso da secretária de administrção elaborar um edital para o concurso unificado da appm e não se importar para o estudo da nossa cidade pois em valença possui uma escola técnica e que há turmas de Agente Comunitário de Saúde- ACS e ela pedir no concurso somente o ensino fundamental nóis estamos bem servidos de secretários… que vergonha senhor prefeito.

16 maio, 2010 Responder

Mendes

É uma vergonha, é uma cidade sem lei, onde está o Legislativo Municipal? A imprensa se cala, em troca do troco de uma cervejinha do fim de semana, a Ministério Público não se manifesta. Isso sem falar na greve dos professores, quase ninguém se manifesta. Onde está a oposição?
Parabéns Sérgião pela matéria.

17 maio, 2010 Responder

loise ana

Lamentável….é triste assistir ao fim de nossa cidade. Como se não bastasse a escuridão absurda nas ruas, agora surge um novo episódio: uma rua que está sendo divida ao meio para a construção de uma creche. Veja, a construção da creche é plausível, a divisão da rua é um absurdo! Onde já se viu passar um muro dividindo uma rua???? Isto é sinônimo de falta de planejamento, sem dúvida. Não há outro local apropriado para a construção desta creche? É mesmo necessária a divisão da rua?? É mais um caso para se pensar…

17 maio, 2010 Responder

Kássio Gomes

Mais um exemplo de críticas infundadas de partidários fanáticos

É vergonhoso para a nossa cidade ver pessoas tão carentes de opinião própria, sendo levadas apenas pela demagogia político-partidária frente ao desenvolvimento de uma cidade que já tem sofrido com descaso de muitos políticos. Não faço aqui defesa ao prefeito Dr. Alcântara; embora nesta matéria ele mereça. Como se posicionar contra algo que vai beneficiar a todos nós? Vejo que o retrocesso é mais da mentalidade de quem está criticando do que mesmo da ação o executivo. Critiquem, amigos, mas com fundamentação, com embasamento.

17 maio, 2010 Responder

Kátia Veras

É excelente a construção da creche, mas não é correto acabar com uma rua onde permite o acesso a vários lugares, fico a pensar… se houve algum debate com os vereadores, com a população, todos concordaram? Então tá bom!!!!!

17 maio, 2010 Responder

Josyane Veloso

é por uma boa causa, se todos observar bem, irão ver que aquela rua não está certa o erro já vem de longe. Então vamos vamos tocar essa obra pra frente e deixar os atrasado pra trás.

18 maio, 2010 Responder

carlos

ficou legal e bem projetado agora fica aquele restante de espaço para fazerem o carnaval no próximo ano parabens aos engenheiros de desenho animado

18 maio, 2010 Responder

luiz de sousa noronha

esse prof cassio bajula muito esse prefeito!!!ta mamando as custas dele, so pode !!!e ainda kem impatar do povo dar opinia kem ja si viu isso
é uma calmidade essa obra tomar uma rua kem ja se viu isso prefeito!!!
com tantos terrenos baldios em valença!!!
é uma vergonha

18 maio, 2010 Responder

Clarise Lins

A construção de uma creche que servirá como um apoio educador para nossas crianças é um fato memorável, e parabenizo os nossos dirigentes. No entanto, é vergonhoso ver o autoritarismo ainda pertinente na nossa democracia, pois o prefeito Dr. Alcantara deveria ter comunicado a população e aos vereadores sob o andamento do projeto, assim nao seria supresa para ninguem o tombamento da rua.

18 maio, 2010 Responder

Fatima Marreiros

O kássio deveria lembrar do sacrifício financeiro que todos os anos o prefeito o faz passar . Ele kassio realiza o salipi dentro da programação do aniversario da cidade e o resultado é que o prefeito nem pisa na abertura e o ajuda a honrar seus compromissos. Dê valor a quem lhe valoriza Kassio sua inteligência não vale 510 reais menos os impostos.

19 maio, 2010 Responder

Alisson Araújo

Então Kássio vc é adepto da máxima:”os fins justificam os meios”? Eu tbm não li suas fundamentações, o que houve com elas?

19 maio, 2010 Responder