Portal V1

Delegado apura morte de recém-nascido.

20/06/2009

 

O Delegado local, Antônio Negreiros, deve convocar nos próximos dias, as partes envolvidas no nascimento da pequena Luciene da Silva Monteiro, que morreu durante o trabalho de parto, na manhã da última sexta-feira (12), por volta das 11h. Na terça-feira (16) foi divulgado o Laudo Cadavérico, realizado pelo Instituto de Medicina Legal, solicitado pelo delegado, o qual confirmou que ao contrario do que inicialmente foi divulgado pela Direção do Hospital, a criança não estava morta antes do parto.

O laudo assinado pelos peritos, José Luiz Castelo B. de Siqueira e Écio de Sousa Ribeiro, não deixou dúvidas sobre o estado em que se encontrava o feto na hora do parto “a presença do tumor de parto garante que, durante o trabalho de parto e no inicio do trajeto do feto pelo canal de parto, o mesmo se encontrava com vida”.

Os peritos chegaram a essa conclusão depois de encontrarem sangue coagulado, entre o couro cabeludo e os ossos cranianos do feto gerado pelo nascimento. Devem ser ouvidos pelo Delegado, a direção do hospital, além dos médicos responsáveis pelo atendimento e outras pessoas envolvidas no caso. Depois de ouvidas as partes, o processo será enviado para a justiça. Negreiros criticou veementemente o vazamento do laudo para a imprensa e para a população, “antes de chegar à Delegacia, o laudo já circulava em grande quantidade pelas ruas da cidade”, reclamou.

Compartilhe

Deixe seu comentário