Portal V1

Deputado critica políticos que vivem mudando de partido

18/10/2015

A famosa dança das cadeiras bastante comum no meio político do Brasil, sobretudo, no Piauí, gerou duras críticas do secretário estadual de Turismo do Piauí, Flavio Junior. Ele afirmou que muitos políticos só possuem interesse de ir para um partido que esteja em evidência e que possa lhes oferecer algum tipo de benefício em troca de apoios. Para o secretário, esse tipo de postura acentua o descrédito da população.

Flávio Júnior disse que na contra mão desse tipo de comportamento, o PDT tem como meta central atrair nomes que, de fato, tenham compromisso com as bandeiras defendidas pelo partido.

“O nosso partido não está preocupado em filiar nomes de políticos, vistos até como profissionais. A nossa preocupação está em atrair nomes da base, pessoas que estejam ao lado das bandeiras defendidas pelo PDT. Nós não queremos nomes que não tenham compromisso com a ideologia pedetista, não queremos aqueles políticos que vivem mudando de partido constantemente atraídos pelos benefícios oferecidos. Isso não é correto e não é bem visto pela população que a cada dia mais repudia esse tipo de comportamento. Tem muita gente que só entra no partido que esteja em evidência”, criticou o secretário de Turismo.

Fortalecimento

O secretário ainda assegurou que a executiva do PDT tem realizado um trabalho de fortalecimento em todo o estado, inclusive, em Teresina para sair fortalecido no ano que vem. Flávio Júnior voltou a destacar que a direção da legenda no Piauí vai trabalhar com a qualidade e não com quantidade de nomes que possa vir conquistar.

“A gente tem trabalhado bastante para fortalecer o nosso partido e oferecer um alternativa a mais para a sociedade no interior e na capital. Estamos preocupados com a qualidade de nossos filiados e não com a quantidade. Não adianta abarrotar o partido com nomes de tradição contra o desejo do povo. Tenha certeza que o resultado não será o esperado”, alertou Flávio Júnior.

GP1

Compartilhe

Deixe seu comentário