Valença do Piauí, 15 de out, 2021

Diretora do Hospital Regional relata dificuldades com aumento de casos de covid em Valença

diretora do Hospital Regional Eustáquio Portela Lucilia Marreiros

A diretora do Hospital Regional Eustáquio Portela, enfermeira Lucilia Marreiros, fez um apelo aos valencianos nesta segunda-feira (29) para que colaborem com as medidas de enfrentamento à Covid-19, antes que o quadro se torne ainda mais grave. Ela relatou as dificuldades que o Centro Covid do Hospital vem enfrentando com o aumento dos casos e com a escassez de oxigênio e medicamentos.

Na semana passada, o centro covid, que tem capacidade para 09 pessoas, teve que colocar mais 03 leitos extras devido ao aumento de casos graves e a falta de UTIs nos hospitais do estado.

Outro problema, segundo Lucilia Marreiros, é com o oxigênio, que teve um aumento significativo.

“O consumo de oxigênio é imenso, para você ter uma ideia o carro da White Martins está vindo praticamente dia sim e dia não, eles estiveram aqui na sexta-feira e nos abasteceram com mais de 45 cilindros e hoje eu tive que mandar um carro para Teresina para buscar oxigênio porque o carro só chega amanhã e eu não tenho como esperar”, disse.

Outro problema é com a medicação para a intubação e sedativos para manter o paciente intubado. A diretora informou que devido à falta de leitos de UTI, o centro está com um paciente intubado.

“Nós não podíamos ficar sem fazer esse procedimento, graças a Deus nossos profissionais executam esse serviço e nós temos o aparelho para manter assim, mas não é para ficar em nosso centro, é uma emergência”, disse.

Lucilia Marreiros apelou para o bom senso das pessoas. “Não adianta o governador e o prefeito estabelecerem as medidas se a população não entender que nesse momento o importante é a vida. Nós presenciamos uma pessoa morrer na sexta, presenciamos outra ontem e a gente está vendo que isso era uma coisa distante da gente e está a cada dia mais próximo da gente”, pediu.

 
0 Comentário